Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Sol da Caparica: A música volta a dar à costa

Ver

De Matias Damásio a Tim, o festival O Sol da Caparica terá mais de 30 espetáculos, em três palcos, para celebrar a diversidade dos ritmos da lusofonia. A partir desta quinta-feira, 10, e até domingo, 13

Desde a primeira edição, em 2014, que este festival tem na língua portuguesa o ponto de partida para uma viagem musical pelo mundo da lusofonia, sempre com passagens obrigatórias por Portugal, África e Brasil. Este ano não foge à regra, com mais de 
30 espetáculos distribuídos por três palcos.

Ao todo, serão mais de 40, os grupos e artistas presentes, para brindar o público com cerca de 11 horas diárias de concertos, ao ritmo dos mais variados estilos musicais – como logo se percebe ao olhar para o alinhamento do primeiro dia, quinta-feira, 10, que contará com a presença de gente tão diversa como HMB, Mariza, Tais Quais, o angolano Bonga e o brasileiro Crioulo, bem como com uma atuação muito especial dos À Sombra do Cristo Rei, um grupo formado por Tim com os filhos, Sebastião e Vicente, para homenagear a música feita na Margem Sul, com versões de grupos como Da Weasel, UHF 
ou Roquivários.

Na sexta, 11, em mais um elogio à diversidade da música lusófona, destacam-se propostas como Xutos & Pontapés, Carlão, Mafalda Veiga, Carlos do Carmo, António Zambujo a cantar Chico Buarque ou o cabo-verdiano Djodje. Já para a noite de sábado, 12, estão reservados alguns dos nomes mais aguardados desta quarta edição do festival, como Manel Cruz, Trovante, Samuel Úria, Teresa Salgueiro, o angolano Matias Damásio ou essa lenda da música cabo-verdiana que dá pelo nome de Tubarões.

Como já é tradição, o último dia, domingo, 13, contará com uma programação dedicada aos mais novos, com atuações de Rita Guerra e da Mão Verde, o projeto musical e literário da rapper Capicua e do guitarrista dos Linda Martini, Pedro Geraldes.

Em paralelo com a música, o programa do festival inclui uma mostra de cinema de animação e dezenas de atividades como dança, artes plásticas, graffiti, skate e surf.

O Sol da Caparica > Parque Urbano da Costa da Caparica, Almada > 10-13 ago, qui-dom 18h > €15 a €35 (passe)