Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Canções para Revoluções: A cantiga continua a ser uma arma

Ver

Na véspera do 25 de Abril, recorda-se e homenageia-se a música de intervenção enquanto património comum dos povos ibero-americanos. O concerto Canções para Revoluções é esta segunda-feira, 24, no Terreiro do Paço, em Lisboa

José Afonso será lembrado no palco pela Orquestra Metropolitana de Lisboa e o Coro Lisboa Cantat

José Afonso será lembrado no palco pela Orquestra Metropolitana de Lisboa e o Coro Lisboa Cantat

Fernando Negreira

Há mais de 40 anos, havia um património comum entre os povos ibero-americanos, que apesar de um oceano a separá-los partilhavam o mesmo desejo de liberdade. 
É esse legado, materializado em música, que, quando se comemora mais um aniversário sobre a Revolução dos Cravos, a iniciativa Abril em Lisboa pretende recordar, com um vasto programa cujo ponto alto será o concerto Canções para Revoluções.

Nascido desse elemento comum conhecido como canção de intervenção, que tanto marcou a história dos dois lados do Atlântico no último século, este espetáculo reúne um repertório representativo da música de intervenção dos vários países deste espaço geográfico, percorrendo um período entre a revolução mexicana de início do século XX até ao 25 de Abril de 1974, com passagem por momentos como a Guerra Civil de Espanha, a revolução cubana ou os movimentos de resistência de países como o Chile, 
a Argentina ou o Brasil.

Em palco estarão a Orquestra Metropolitana de Lisboa e o Coro Lisboa Cantat, que apresentarão novos arranjos, da autoria de Pedro Moreira, para temas tão emblemáticos como Coro da Primavera, de José Afonso; Cálice, de Chico Buarque; Todo Cambia, de Mercedes Sosa, ou Hasta Siempre, de Carlos Puebla, interpretados pelas vozes de António Zambujo, Lura, Sílvia Perez Cruz e Vitorino, entre vários outros.

Exposições de fotografia, poesia, projeção de filmes e debates são algumas das iniciativas do Abril em Lisboa, que irá também promover um encontro de cinco minutos entre cidadãos e deputados dos sete partidos com assento na Assembleia da República.

Canções para Revoluções > Terreiro do Paço, Lisboa > 24 abr, seg 22h > grátis