Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

A América segundo Christopher Morris – para ver no Porto

Ver

As armas, a bandeira e a guerra revelam a atmosfera tensa na vida da sociedade americana, aqui captada pelo muito premiado fotojornalista Christopher Morris. A exposição Americanos é um ensaio documental poderoso para ver no Mira Fórum, no Porto, até 15 de abril

Na campanha de George W. Bush, em Tampa, Florida

Na campanha de George W. Bush, em Tampa, Florida

Não há felicidade, alegria, leveza nesta história. Esta é a América, do pós-11 de Setembro, deprimida, tensa e voltada para dentro. Em 30 imagens, o fotojornalista Christopher Morris mostra o retrato da sua América num ensaio documental poderoso, para ver no Mira Fórum, no Porto, até 15 de abril. Tem solidão, armas, bandeiras, muitas, guerra e uma tensão latente a habitar cada imagem.

“As imagens que vejo e sinto são o meu estudo antropológico sobre um período da história dos EUA”, diz. Muito rigoroso na seleção, o fotojornalista deixou de fora o otimismo, os miúdos a brincar no parque, as horas felizes. Embora essas imagens existissem, não fazem parte desta narrativa. Em Americanos, a exposição produzida pela Estação Imagem e comissariada por Luís Vasconcelos, Christopher Morris reincide no trabalho de procura de imagens que se relacionem com o seu estado de espírito sobre o próprio país.

Nem o bolo na Casa Branca escapa ao nacionalismo

Nem o bolo na Casa Branca escapa ao nacionalismo

Nelas, o fotojornalista, que no seu curriculum inclui a cobertura das presidenciais de George W. Bush e Barack Obama para a revista Time, inscreve uma América cega pelo nacionalismo, uma nação em crise, deprimida. “Por vezes senti um país com os olhos tão tapados pelo vermelho, branco e azul que se tornou cego”, descreve. Acontece assim no bolo cheio de bandeiras azuis e vermelhas, na fita usada por uma jovem para prender o cabelo ou na convenção do Partido Republicano, na cidade de Nova Iorque, em 2004.

Não sendo este o primeiro trabalho de Christopher Morris sobre os americanos, o alinhamento deste conjunto patente na galeria Mira Fórum leva-nos a ver de um outro ângulo. Segundo Luís Vasconcelos, comissário da exposição, é um trabalho intemporal “com uma atmosfera tensa e pesada”, habitado pela solidão, mas onde se vislumbra também um “olhar terno e preocupado” de Morris para com os seus compatriotas e os Estados Unidos da América.

Americanos > Mira Forum > R. de Miraflor, 159, Porto > T. 92 914 5191 > até 15 abr, ter-sáb 15h-19h

Christopher Morris