Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

A vida improvisa-se em 'Olmo e a Gaivota'

Ver

Um filme de uma intimidade profunda que nos ajuda a refletir sobre a maternidade nos tempos modernos

A dupla de realizadoras brasileira, Petra Costa e Lea Glob, acompanhou de perto, à distância de um palmo, o casal de atores ítalo-gaulês Olivia Corsini e Serge Nicolai. Se as poucas cenas de palco de Olmo e a Gaivota são impressionantes, tudo o que se passa nos bastidores, na intimidade do casal, é de um naturalismo primoroso, raro de encontrar em obras cinematográficas. Desde os pormenores espirituosos da relação do casal, à notícia da gravidez de Olivia, acompanhada à lupa pelas realizadoras, que provoca uma significativa mudança de humor e redefinição do casal.

A maternidade, ainda em estado pré-natal, e a condição feminina de puérpera acabam por ser o tema dominador de Olmo e a Gaivota. Assistimos não só às alterações do corpo (da barriga que cresce ao dente que cai), mas também do espírito (da solidão à insegurança). Nada é visto como um sonho cor-de-rosa, mas sim como uma terna observação da inevitável instabilidade a que as mães se sujeitam, e de como a natureza pode ser injusta para as mulheres no atual contexto social (por causa do bebé, Olivia perde o seu papel na peça de Tchekhov, enquanto Serge continua a trabalhar).

Em vez de tomar como certa a observação de uma realidade exterior, Olmo e a Gaivota leva a sério a proposta de filmar as entranhas da alma, como que colocando a câmara do lado de dentro das personagens. De tal forma que acaba por se tornar quase indiferente a discussão clássica em torno de objetos híbridos ou modernistas – será que é documentário ou ficção? É carne e osso. Tal é conseguido através desse jogo realidade-ficção, facilitado pelo facto dos protagonistas serem bons atores e servirem-se da sua capacidade de improviso. E a vida improvisa-se. O território dúbio serve essa vontade maior de espreitar os contornos da alma. Olmo e a Gaivota, vencedor de vários prémios, é rodado em França, por uma equipa brasileira, e coprodução portuguesa de O Som e a Fúria.

Olmo e a Gaivota > De Petra Costa e Lea Glob, com Olivia Corsini e Serge Nicolai > 87 min