Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Do deserto do Sahara à Índia

Ver

Pesos pesados da world music dão 15 concertos em seis municípios da região de Aveiro. Até 21 de julho, haverá sempre sonoridades de paragens longínquas a chegar ao Festim

O percussionista indiano Trilok Gurtu

O percussionista indiano Trilok Gurtu

Quatro continentes estarão representados nesta oitava edição do Festim, o festival de músicas do mundo organizado pelos municípios de Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro. Contará com artistas provenientes de França, Espanha, Mali, Cuba, Índia, Senegal e Cabo Verde, consolidando esta festa da diversidade como uma das imagens de marca da região de Aveiro. “É uma seleção tão refinada que não seria justo destacar um concerto”, diz Luís Fernandes, da D’Orfeu, responsável pela programação. Dos 15 concertos, apenas três serão em sala e terão entrada paga, enquanto os restantes decorrem em espaços públicos, convidando a comunidade a descobrir desde o blues do deserto ao jazz de fusão de origem indiana.

O senegalês Cheikh Lô dará concertos em Águeda e Albergaria-a-Velha

O senegalês Cheikh Lô dará concertos em Águeda e Albergaria-a-Velha

Antoine Tempe

O festival começa esta quinta, 9, em Estarreja, com o baile do francês Sextet à Claques, um dos grupos mais sonantes a juntar músicas e danças populares. O sexteto seguirá, sexta, 10, e sábado, 11, para Águeda e Albergaria-a-Velha.

Saltando para o fim de semana de 24 e 25, será a vez de Tomás de Perrate carregar a alma flamenca até Oliveira do Bairro e Sever do Vouga. Já o blues tuaregue dos Tinariwen fará chegar os ventos do deserto a Albergaria-a-Velha e Ovar, dias 30 junho e 1 de julho. Os clássicos e também as novas versões da música cubana passam por Ovar e Sever do Vouga, dias 30 e 2 de julho, pelas mãos de Ibrahim Ferrer Jr (filho do lendário cantor, já falecido, que o Buena Vista Social Club deu a conhecer ao mundo). Entre as estrelas do programa, está o percussionista indiano Trilok Gurtu, que dará três concertos, em Águeda, Estarreja e Sever do Vouga (de 7 a 9 de julho), juntando as tablas indianas a outros instrumentos mais convencionais. O resultado é um jazz de fusão com um dom de cativar multidões. Outro “gigante” no Festim será o senegalês Cheikh Lô, galardoado com o prémio carreira no maior evento mundial de world music, a Womex 2015. Os concertos afro-pop serão a 14 e 15 de julho, em Águeda e Albergaria-a-Velha.

O Festim termina com Tito Paris, um dos maiores embaixadores da música cabo-verdiana, que se apresentará com a sua banda, a 21 de julho, em Águeda. Um programa com muitas geografias, para conhecer os ritmos que fazem mexer as diferentes culturas.

Festim – Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo > Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja, Oliveira do Bairro > T. 234 603 164 > 9 jun-21 jul > €6 (concertos em sala)

Ibrahim Ferrer Jr levará a Ovar e a Sever do Vouga a música cubana

Ibrahim Ferrer Jr levará a Ovar e a Sever do Vouga a música cubana