Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma noite com 12 chefs

Visão Se7e

  • 333

A VISÃO esteve no Vila Joya´s International Gourmet Festival, que decorre até 17 de novembro, em Albufeira, e conta-lhe como é um jantar preparado por 12 chefs. VEJA AS FOTOS

O austríaco Dieter Koschina, chefe há mais de 20 anos do restaurante com duas estrelas Michelin do Hotel Vila Joya, em Albufeira, recebeu na passada sexta-feira, 8 de novembro, os onze "colegas de profissão medalhados", convidados para participarem na sétima edição do Vila Joya´s International Gourmet Festival. Um acontecimento gastronómico exclusivo que começou dia 5 de novembro, e prolonga-se até 17, e que todos os anos enche de apreciadores de alta cozinha e de vinhos este pequeno destino paradísico, em frente ao mar.

Lá dentro, entre o calor dos tachos, as provas e os últimos detalhes do empratamento reinou a boa disposição e a camaradagem entre os chefes, ajudantes e restantes comitivas. Mas na "hora H", quando os pratos se preparavam para abandonar o "posto de vigia", os seus rostos tornavam-se mais sérios e concentrados. Para lá das televisões instaladas na sala e que mostravam em tempo real, o que se passava no interior da cozinha célebre por ostentar um dos fornos mais caros (se não o mais dispendioso) do País, todos os presentes tiveram a oportunidade de espreitar, durante uns minutos, as estrelas Michelin, em plena ação. Já na mesa, era hora de provar e degustar a lebre confecionada por José Avillez, o pregado selvagem de Vincent Farges, o salmonete e as vieiras de Ricardo Costa e a deliciosa ostra de Benoit Sinthon, que deu início a uma refeição demorada e exclusiva. Leonel Pereira, Vitor Matos, Henrique Leis, Hans Neuner, George Mendes, Albano Lourenço e Matteo Ferrantino, que trabalhou em dueto com Koschina, também se juntaram à festa dos sentidos e dos sabores e deram o seu contributo à ementa de luxo, composta por doze pratos (entradas, sugestões principais e uma sobremesa) e que foi acompanhada por uma cuidada seleção de vinhos, servida por um "exército" de empregados bem treinados.

No total e durante todo o festival, vão passar pela cidade algarvia, 44 chefes de 14 países, entre eles, Espanha, Brasil, Suécia, Alemanha e Tailândia. O preço a pagar pela experiência gastronómica é elevada, para degustar estas iguarias o cliente terá que desembolsar entre os 350 euros (se quiser ficar sentado na sala) e os €600, se preferir assistir a todo o processo de confeção e empratamento, a partir da Mesa do Chef (máximo 9 pessoas), devidamente posta no interior da cozinha. Uma noite bem passada, entre as estrelas, do universo gastronómico. Venham as próximas.