Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Holofotes até na hora da morte: O assassinato de Gianni Versace na nova temporada da série 'American Crime Story'

TV

Depois do caso O.J. Simpson, a série American Crime Story, de Ryan Murphy, explora a vida e a morte de Gianni Versace. Penélope Cruz veste a pele de Donatella, irmã do designer italiano, numa ficção com muita realidade, com estreia marcada para esta quinta, 25, no canal Fox Life

“Donatella ficou feliz que fosse eu [a interpretar o papel da própria Donatella], porque acho que sabe o que sinto por ela e por Gianni”, afirma a atriz espanhola Penélope Cruz

“Donatella ficou feliz que fosse eu [a interpretar o papel da própria Donatella], porque acho que sabe o que sinto por ela e por Gianni”, afirma a atriz espanhola Penélope Cruz

Jeff Daly/FX

Ter o apelido Versace no título pode ser meio caminho andado para o êxito, mas também para a polémica. A família do criador de moda Gianni Versace já fez questão de vir a público dizer que “não autorizou, nem teve qualquer envolvimento na série”, assim como já não tinha autorizado o livro que serve de base a esta ficção, Vulgar Favors: Andrew Cunanan, Gianni Versace, and the Largest Failed Manhunt in U.S. History, de Maureen Orth, publicado há 18 anos. Já o companheiro de Versace, Antonio D’Amico (estiveram juntos durante 15 anos), não gostou da forma como o cantor Ricky Martin interpretou a sua personagem. “A imagem dele a segurar o corpo nos braços é ridícula”, considera D’Amico, que diz não ter sido consultado pela equipa criativa.

Quem recebeu elogios da irmã do célebre designer de moda, Donatella Versace, foi a protagonista, a atriz espanhola Penélope Cruz. Aos 43 anos, e já com um Oscar de Melhor Atriz Secundária no curriculum (em Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen), a madrilena será a musa e a mente por detrás de alguns desfiles e campanhas da marca. Será com o papel de uma mulher poderosa, que teve de assumir o cargo de diretora criativa da Versace, que Penélope Cruz faz a sua estreia numa série televisiva. Houve dúvidas sobre as parecenças físicas, mas nada que a maquilhagem e o guarda-roupa não resolvam. “Donatella ficou feliz que fosse eu, porque acho que sabe o que sinto por ela e por Gianni. Para mim, é importante que, quando Donatella vir a série, sinta o amor e o respeito que pus no meu trabalho e o que sinto por ela”, revelou a atriz no programa de Ellen DeGeneres.

Seguramente, a terceira temporada de American Crime Story terá sotaque italiano. Nunca foram descobertas as motivações de Andrew Cunanan, na altura com 27 anos, para ter assassinado o Versace à porta da sua mansão em South Beach, em Miami, a 15 de julho de 1997. E, com o suicídio de Cunanan, oito dias após o crime, muitas perguntas ficaram por responder.

O Assassinato de Gianni Versace: American Crime Story > Fox Life > estreia 25 jan, qui 23h10