Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Air Lino Excursões: Esta série não é para velhos

TV

Uma comédia no seu melhor, com um elenco da velha guarda, retrata o ridículo da condição humana, mais do que o da terceira idade. Air Lino Excursões estreia esta quarta-feira, dia 3, na RTP1

Os atores são a cereja no topo do bolo desta nova série de comédia produzida pela Até ao Fim do Mundo

Os atores são a cereja no topo do bolo desta nova série de comédia produzida pela Até ao Fim do Mundo

Os folhetos depositados nas caixas de correio anunciam excursões baratas, num autocarro moderno, em que só é preciso espírito de aventura e boa disposição. Mas as excursões Air Lino enganam até no destino, pois o que Lino (Rui Unas) quer é vender experiências. “All aboard, fato de treino!” é o grito de guerra destas viagens por diversas paisagens portuguesas, sem faltar o típico karaoke com o microfone junto ao motorista. A bordo, além de Anita (Dânia Neto), a ciclista atropelada que passa a condutora do autocarro, substituindo o Sr. Tainha (Cândido Ferreira), que adormece ao volante, vão sete reformados, com diferentes percursos, vivências e manias, muitas manias.

“Air Lino Excursões é, sem dúvida, uma comédia sobre a terceira idade, mas não só. É também sobre as relações entre gerações”, conta Mário Botequilha. Para o autor, em dupla com Filipe Homem Fonseca, os problemas da velhice “são abordados sempre de uma perspetiva cómica, desde solidão, demência e morte, mas tratando os idosos sem condescendência”. Tentando dar dignidade a essa fase da vida, “há uma desdramatização”, acrescenta Filipe. “A ridicularização existiria em qualquer faixa etária, é o ridículo da condição humana, não da velhice em si.” A dupla de argumentistas funciona de uma maneira “muito orgânica”, com reuniões de trabalho que são uma diversão enorme. “O nosso barómetro é fazer o outro rir”, diz Filipe Homem Fonseca.

Os atores são a cereja no topo do bolo desta nova série de comédia produzida pela Até ao Fim do Mundo. “Um elenco sénior mais maluco do que nós os dois”, descreve Rui Unas. “Nós éramos os caretas”, acrescenta Dânia Neto. Natália de Sousa (O Tal Canal, lembram-se?) interpreta Maria das Dores, uma cleptomaníaca que rouba desde os pacotes de açúcar nos cafés até obras de arte. Ela e o marido, Liberto (José Eduardo), um reformado da Marinha Mercante, nunca falham uma excursão mas chegam sempre, sempre atrasados. Ninguém sabe a idade de Mascarenhas (Alfredo Brito), só que é um acumulador, sempre com sacos do lixo atrás. Lúcia (Ângela Pinto) é a típica avó que toma conta dos netos, mas cuja memória já a começa a atraiçoar. A beata do grupo, Secundina (Vera Mónica), tanto reza como roga pragas e é uma fã de Freitas do Amaral. Damião (Orlando Costa, saudoso Zé Gato da série portuguesa de 1979) dá vida a um veterano da guerra do Ultramar e para ele “o que se passou no mato, ficou no mato”. Um painel que promete muitas gargalhadas.

Air Lino Excursões > RTP1 > estreia 3 jan, qua 21h