Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

'Hell on Earth', um documentário que é um murro no estômago

TV

A carnificina, o desespero e a impotência de um povo perante a guerra civil na Síria, enquanto o Estado Islâmico espalha o terror. Eis um documentário que mexe com as entranhas. Hell on Earth estreia este domingo, 18, no National Geographic

Talvez nunca se tenha estado tão perto da carnificina provocada pelos terroristas do Estado Islâmico como neste documentário

Talvez nunca se tenha estado tão perto da carnificina provocada pelos terroristas do Estado Islâmico como neste documentário

Nick Quested

Chamar tinhosos aos membros do Estado Islâmico até pode parecer um adjetivo simpático depois de ver Hell on Earth – The Fall of Syria and the Rise of Isis (em português, Inferno na Terra – A Queda da Síria e a Ascensão do Isis). Talvez nunca se tenha estado tão perto da carnificina provocada por estes terroristas, como neste documentário que se estreia no próximo domingo, 18, em 171 países e 45 línguas. Sebastian Junger e Nick Quested, nomes que já colaboraram num trio de filmes sobre a guerra (Restrepo, nomeado para o Oscar de Melhor Documentário sobre o conflito no Afeganistão, The Last Patrol e Korengal) assinam esta produção do National Geographic.

Não houve infância para os filhos pequenos de Marwan e Radwan, dois irmãos que fugiram para Manbij, a 65 quilómetros de Aleppo. Radwan já se dá por feliz de estar fechado numa casa com a sua família, pois houve quem ficasse sem as crianças pelo caminho. Adormecer é difícil quando lá fora não param de rebentar bombas. O que no Ocidente são pesadelos, na Síria é realidade. Em menos de uma semana, 70% de Aleppo foi libertada pelo Free Syrian Army, mas engole-se em seco quando se veem cadáveres de crianças a serem depositados dentro de sacos.

A conversa ao pequeno-almoço, com as crianças presentes, são relatos de pessoas decapitadas e penduradas na praça. Radwan perde o apetite e nós sentimos o murro no estômago perante os corpos sem cabeça, pendurados pelos pés. O Estado Islâmico além de controlar o tráfico de armas, de pessoas e o negócio de petróleo, financia-se ao destruir património como templos, estátuas, mesquitas, destruindo a identidade cultural de um povo. “Nós gostamos mais da morte do que vocês da vida aí no Ocidente”, declaram num vídeo de propaganda.

A viagem dos irmãos Marwan e Radwan para a Europa fica a meio caminho, quando o barco que os levaria para a Grécia é intercetado pelas autoridades. Em família, marido e mulher discutem a sobrevivência de todos como se de um assunto doméstico se tratasse. “Se morrermos, morremos todos juntos”, diz Marwan. Mas todos sabemos que não é sempre assim.

O National Geographic tem optado por fazer menos produção, mas de maior qualidade. Depois de estreias como Before the Flood, Marte, Genius e agora Hell on Earth, será produzido um documentário sobre a primatóloga britânica Jane Goodall que, há pouco tempo, regressou ao terreno.

Hell on Earth > National Geographic > estreia 18 jun, dom 22h30