Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

'Chef's Table France', uma viagem televisiva ao mundo da cozinha francesa

TV

  • 333

São quatro os novos episódios da série de documentários da Netflix que trata o mundo da comida como uma verdadeira arte. Para ver a partir de sexta-feira, 2. No mínimo, 'superb'!

Alain Passard, chefe do Arpège, em Paris, o 19º melhor do mundo, segundo a revista britânica Restaurant
1 / 13

Alain Passard, chefe do Arpège, em Paris, o 19º melhor do mundo, segundo a revista britânica Restaurant

PETIT Philippe

Com três estrelas Michelin, Passard deixou de servir carne vermelha, mantendo os peixes e as aves na ementa
2 / 13

Com três estrelas Michelin, Passard deixou de servir carne vermelha, mantendo os peixes e as aves na ementa

Lucie Cipolla/Netflix

Duas simples malaguetas feitas por Alain Passard
3 / 13

Duas simples malaguetas feitas por Alain Passard

Lucie Cipolla/Netflix

Em 1998, Passard pôs os seus conhecimentos do fogo ao serviço dos legumes e frutas e assim nasceram pratos
4 / 13

Em 1998, Passard pôs os seus conhecimentos do fogo ao serviço dos legumes e frutas e assim nasceram pratos

Lucie Cipolla/Netflix

Segundo episódio com Adeline Grattard do restaurante yam’Tcha, na Rue Saint Honoré, em Paris
5 / 13

Segundo episódio com Adeline Grattard do restaurante yam’Tcha, na Rue Saint Honoré, em Paris

Lucie Cipolla

Prato de Adeline Grattard
6 / 13

Prato de Adeline Grattard

Lucie Cipolla

Prato de Adeline Grattard
7 / 13

Prato de Adeline Grattard

Lucie Cipolla

Chefe Alexandre Couillon do La Marine
8 / 13

Chefe Alexandre Couillon do La Marine

Lucie Cipolla

Especialidade de Alexandre Couillon
9 / 13

Especialidade de Alexandre Couillon

Lucie Cipolla

Especialidade de Alexandre Couillon
10 / 13

Especialidade de Alexandre Couillon

Lucie Cipolla

Luzes, câmara, ação! Literalmente, na cozinha de Michel Troisgros, na Maison Troisgros
11 / 13

Luzes, câmara, ação! Literalmente, na cozinha de Michel Troisgros, na Maison Troisgros

Lucie Cipolla

Prato de Michel Troisgros
12 / 13

Prato de Michel Troisgros

Lucie Cipolla

Prato de Michel Troisgros
13 / 13

Prato de Michel Troisgros

Lucie Cipolla

Impressionamo-nos ao ver Alain Passard, inspirado pela elegância de um bailado, transformar metade de uma galinha e metade de um pato num só animal. E comovemo-nos de verdade ao perceber que uma tarte de maçã pode dar um bonito bouquet de rosas. Filho de um músico e de uma costureira, neto de uma cozinheira e de um escultor, Passard cedo percebeu que também seria com as mãos que ia trabalhar. “Aos 14 anos escolhi ser cozinheiro e não mudei de ideias”, confessa, no primeiro episódio de Chef’s Table: France, a estreia da série de documentários originais da Netflix pelas cozinhas francesas.

A vida deste Bretão passa pela Rue de Varenne, em Paris. Ali trabalhou, no L'Archestrate, com o chefe Alain Senderens, que lhe disse que aquele sítio haveria de ser seu e também ele teria três Estrelas Michelin. A profecia cumpriu-se em 1986, quando Passard comprou o restaurante onde aprendeu a cozinhar. Há 20 anos que o Arpège (19º melhor do mundo, segundo a revista britânica Restaurant) tem o trio de Estrelas, embora já tenha estado à beira de o perder. Num período de rutura, em 1998, deixou de servir carne vermelha, o que para os clientes foi um choque – Passard pôs os seus conhecimentos do fogo ao serviço dos legumes e frutas e assim nasceram pratos como tornedó de repolho com malaguetas ou beringela e pera fumadas.

Depois de ver este documentário, filmado como se de cinema se tratasse, nunca mais se comem beterrabas, abóboras, flores de courgete, tomates ou cenouras da mesma maneira. Os outros três episódios vão ao encontro de Adeline Grattard (yam’Tcha), Alexandre Couillon (La Marine) e Michel Troisgros (Maison Troisgros). Para contar a história da gastronomia mundial, ficam a faltar os chefes espanhóis e, dada a proximidade geográfica, quem sabe se não incluem também os portugueses e fazem uma série dedicada à Península Ibérica.