Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Tapear

Visão Se7e

  • 333

O Mesón Andaluz mudou-se para Lisboa

Ilídio Almeida, proprietário do Mesón Andaluz, andou 30 anos a dizer que não ia para Lisboa. Pioneiro da gastronomia espanhola, abriu o primeiro restaurante na Parede, em 1979, seduzido pela cozinha do país vizinho que conheceu através da mulher de origem andaluza.

Em 1991 inaugurou o segundo Mesón Andaluz no CascaiShopping, mantendo os dois espaços em simultâneo durante quatro anos. Prevaleceu o do centro comercial, mas, ao fim de 21 anos, "atingimos um patamar do qual não era possível evoluir se continuássemos no mesmo sítio", explica Ilídio Almeida.



"Era preciso diversificar a clientela, rejuvenescer, e isso só poderia acontecer em Lisboa, num espaço bonito e numa zona agradável. Além de que havia muitos pedidos nesse sentido."

Há um mês e meio que o Mesón Andaluz está na Travessa do Alecrim, quase a chegar ao Cais do Sodré (antiga morada do restaurante Alecrim às Flores). Com outra decoração, novo chef e nova carta - agora de gastronomia ibérica -, mas a mesma equipa de colaboradores.

As tapas, feitas ao momento, são a grande aposta para provar tanto no interior como na esplanada. Às mais tradicionais - revuelto de espárragos trigueiros (€5,50), pimentos de Piquillo (€6,50), pimentos de Padrón (€4), gaspacho andaluz (€5,50), perdiz escabechada, estufada em vinagre de Jerez (€6,50), gambas al Aljillo (€9), boquerones em vinagreta (€4) -, juntam-se agora outros desafios ao paladar como os montaditos (€2,50), escalopes de foie-gras com redução de Pedro Ximenez (€6,50), atum duas texturas com compota de cebola roxa (€6,50) ou as vieiras coradas sobre puré de couve-flor (€7). Nos pratos mantiveram-se os clássicos: paella valenciana (€35/2 pax), paletilla de cordero lechal (€19), rabo de boi à Cordobesa (€14,50), entre outros.



De Espanha continuam a vir os melhores presuntos e da herdade de produção biológica que Ilídio Almeida tem em Arraiolos chegam ervas aromáticas, os borregos e o porco preto (o cochinillo assado é feito por encomenda, para um mínimo de 5 pessoas).

Na garrafeira estão disponíveis cerca de 100 referências de vinhos, entre portugueses e espanhóis, mas também franceses, australianos ou chilenos. E claro, a tradicional caña é Estrella Galiza, que sai à pressão para as mesas.





MESÓN ANDALUZ

Travessa do Alecrim, 4 Lisboa

T. 21 460 0659

Seg-Sáb 12h-23h30, Dom 17h-23h30