Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros ... Isabel Muñoz Cardoso

Sair

As paixões, os prazeres e as recomendações da atriz da peça Emília, que os Artistas Unidos têm em cena no Teatro da Politécnica, em Lisboa, até 19 de outubro

1. Cães
Sempre adorou bichos, cães em particular. A primeira razão que aponta é “por não responderem, não dizerem parvoíces”. Depois, fala na necessidade de haver “respeito por quem precisa de animais”. Neste momento, Isabel tem dois cães: a Ebony, “uma rafeirona de 12 quilos”, e o Pepermint, um chihuahua que lhe “enche a vida”.

2. Galeto, Lisboa
A propósito de restaurantes, diz Isabel que gosta de ir aos que “não têm ninguém”. Congratula-se que Lisboa tenha um como o Galeto, projetado pelos arquitetos Bento d’Almeida-Vítor Palla e inaugurado em 1966. “Gosto do cheiro, do balcão, dos empregados, da comida...”

3. Atores

Adora atores e atrizes. E por isso gosta tanto do argentino Claudio Tolcachir (dramaturgo de Emília, em cena até 19 de outubro): “Escreve para os atores.”

4. Filme Local Hero
Local Hero (1983), do realizador Bill Forsyth, é o seu filme predileto, mesmo que não saiba explicar bem porquê. São as paisagens da Escócia, é Burt Lancaster, é a banda sonora (da autoria de Mark Knopfler, dos Dire Straits), é a calmaria, é o ritmo... E é sobretudo a memória de uma altura da vida em que muito o viu e reviu.

5. Livro Três Homens num Bote

Não consegue escolher um só “livro da vida”, mas já perdeu a conta às vezes que leu o romance de Jerome K. Jerome, sobre a viagem de três amigos (e um cão) num rio. “Divertidíssimo.”

6. Jorge Silva Melo
Não pode deixar de falar nele. Pelo teatro, pelo cinema, pela literatura... “Tem graça todos os dias”, conta Isabel, que recomenda ainda o mais recente livro de Silva Melo: A Mesa está Posta (Cotovia). “Muito bem escrito, as memórias daqueles anos.”