Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

No bar Golden Oldie, no Porto, brinda-se aos anos 20

Sair

Na Baixa do Porto, em frente ao Coreto da Cordoaria, abriu o Golden Oldie, um bar de cocktails de onda revivalista, para um início de noite ao som do jazz e do foxtrot

O fascínio de Cristiano Losa e Sara Ferro pela década de 1920 e pelo ambiente cosmopolita de Paris inspiraram a abertura do Golden Oldie

O fascínio de Cristiano Losa e Sara Ferro pela década de 1920 e pelo ambiente cosmopolita de Paris inspiraram a abertura do Golden Oldie

Lucilia Monteiro

É preciso percorrer a Rua Campo dos Mártires da Pátria para encontrar o Golden Oldie, ali junto ao Coreto da Cordoaria e a dois passos do edifício da Reitoria da Universidade do Porto. Apesar de discreto, pelo nome já se vê que este é muito mais do que um bar de cocktails. Cristiano Losa, 28 anos, e Sara Ferro, 25, os proprietários, sempre tiveram um fascínio pela década de 1920 e pelo ambiente cosmopolita que se vivia em Paris. Dos cocktails, cada um precedido por um pequeno conto, à decoração em tons dourados, sem esquecer a roupa de época, que ambos vestem, tudo foi pensado ao pormenor pelo casal. Tal como a banda sonora: charleston, foxtrot e jazz, claro. “O Golden tem uma história”, resume Cristiano.

O cocktail Nostalgia é uma das originais propostas, que junta Black Bull, Porto Tawny, pêra com queijo Roquefort e fumo de alecrim

O cocktail Nostalgia é uma das originais propostas, que junta Black Bull, Porto Tawny, pêra com queijo Roquefort e fumo de alecrim

Lucília Monteiro

Em destaque está o capítulo dedicado aos cocktails de autor, feitos com ingredientes fora do comum, como queijo Roquefort, azeite picante de trufa negra e alecrim. Na lista, há sete opções, duas sem álcool (€6 a €10), além dos clássicos, como o Negroni e o Daiquiri. Experimente-se o Legado, da autoria de Cristiano, que chega à mesa numa ampulheta, com a bebida de um lado (conhaque Pierre Ferrand, Porto Tawny 10 anos, mel, pólen e uma solução salina), e o fumo de flor de laranjeira, do outro. Cabe ao cliente finalizá-lo, juntando as duas partes, antes de beber. O bar tem ainda uma boa oferta de vinho, cerveja e bebidas brancas, como o gin Citadelle e o rum Plantation, e ainda champanhe Tsarine.

Embora seja pequeno (32 lugares sentados no interior e 16 na esplanada), todo o serviço é feito à mesa. “Não queremos ter clientes de pé”, diz Sara. E porque esta viagem até aos gloriosos anos 20 não se faz só com bebidas, para comer há madalenas de Roquefort (€3,50, 4 unidades), folhado de Camembert com doce de figo (€9) e tarte tatin de foie gras (€7). Falta só dizer que, sendo o Golden Oldie um bar pet friendly, o mais provável é ser recebido pela meiga e pachorrenta Scarlet, uma cadela boiadeiro de Berna que passa os dias a dormitar na sala.

Na ementa, aposta-se na cozinha francesa, como a tarte tatin de foie-gras

Na ementa, aposta-se na cozinha francesa, como a tarte tatin de foie-gras

Lucília Monteiro

Golden Oldie > R. Campo dos Mártires da Pátria, 46, Porto > T. 22 111 3595 > ter-dom 16h-2h