Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

5 Arraiais em Lisboa para festejar o Santo António

Sair

Em mês de Santos Populares, há que sair à rua para festejar. Estes são os 5 melhores arraiais de Lisboa para celebrar o Santo António – com ou sem sardinha assada, com ou sem ementa vegan, com ou sem música pimba

Nash Does Work

1. Arraial Moderno, Village Underground

Da música portuguesa às sonoridades do Médio Oriente, passando pelos ritmos latinos e africanos, o Arraial Moderno do Village Underground, em Alcântara, faz jus ao nome. Nesta terça, 12, a festa começa às 16 horas com Paulo Cunha Martins que apresenta Rádio Popular, seleção composta por raridades da música pop portuguesa encontradas na Feira da Vandoma, no Porto. Pedro Paulos leva o "seu" Brandos Costumes, podcast sobre pérolas perdidas da música portuguesa. O programa inclui ainda Tomás Wallenstein (dos Capitão Fausto) e Thomas Oulman (dos Ganso), um live de PZ e um concerto de Jibóia. O Buzz Lisboeta (cafetaria e restaurante do Village) vai estar aberto, a servir hambúrgueres, tostas, wraps e um prato especial “Santos”, que é surpresa.

Com entrada gratuita, o Arraial Moderno acontece ao ar livre até às 23 horas. Depois, e até às seis da manhã, a festa faz-se dentro de portas, em modo clubbing (consumo mínimo €10), com os ritmos africanos dos Cumbadélica (Marie e Ghetthoven) e a música luso-brasileira e afro-americana dos Funkamente (André Granada e Tiago Pinto da East Side Radio). Village Underground > Av. da Índia, Edifício 23, Lisboa > 12 jun, qua 16h-6h > grátis (€10, a partir das 23h)

Da esquerda para a direita: Luís Rodrigues, Vasco Lello e Nuno Nobre organizam a Bisca dos 3, este ano no Largo de Santos

Da esquerda para a direita: Luís Rodrigues, Vasco Lello e Nuno Nobre organizam a Bisca dos 3, este ano no Largo de Santos

Luis Barra

2. Bisca dos 3, Largo de Santos

Baseado no jogo popular de cartas, a Bisca dos 3 volta a “jogar-se” em honra ao Santo António. Este ano, o trio composto por Nuno Nobre (consultor gastronómico) e os chefes Luís Rodrigues (à frente da Pousada de Lisboa) e Vasco Lello (em breve vai liderar a cozinha de um restaurante em Lisboa) põe a mesa no Largo de Santos. A primeira “partida” deste arraial está agendada para esta quarta, 12, noite forte destas festividades, prolongando-se até domingo, 16, entre as 17 horas e as 3 da manhã . À mesa, não vão faltar as iguarias da época, inspiradas na “cozinha autêntica portuguesa, valorizando os produtos locais, como o porco de produção nacional e o pão de Mafra, por exemplo”, explica Nuno Nobre.

A Trifana é feita com três partes do porco cozinhadas a baixa temperatura (barriga, bacon e cachaço)

A Trifana é feita com três partes do porco cozinhadas a baixa temperatura (barriga, bacon e cachaço)

Luis Barra

Na ementa, há três sandwiches (€4 cada): a Trifana com três partes do porco cozinhadas a baixa temperatura (barriga, bacon e cachaço); a de Frango trinchado com molho à Bairrada e a de Bacalhau assado na brasa. Haverá ainda caracóis, escabeches e outros petiscos típicos de Lisboa, em particular do bairro da Madragoa, onde a Bisca dos 3 se inspirou. Nas bebidas, continua a valorizar-se o bagaço e a sua herança cultural, ali à prova no cocktail baga sour (€4,50), para lá do Vinho Cerejeiras, produzido há 100 anos no Bombarral pela Companhia Agrícola do Sanguinhal (€2,50, copo). A arte cervejeira artesanal também marca presença com a Mafarrica, uma cerveja feita exclusivamente com produtos regionais de Mafra (€1,50). O arraial tem animação todos os dias, destacando-se no sábado, 15, a presença do cantor Toy. “Nesta noite, será uma bisca a 4, ou melhor, uma partida de sueca já que estamos novamente juntos, depois de no ano passado termos marcado presença na Mouraria, onde a Bisca dos 3 esteve a jogar com bons resultados!”, resume Nuno Nobre. Lg de Santos, Lisboa > 12-16 jun, qua-dom 17h-3h

3. Arraial Composto Ainda Queremos Ter Planeta em Agosto, Largo da Rosa

No Largo da Rosa, no coração da Mouraria, o Arraial Composto Ainda Queremos Ter Planeta em Agosto, organizado pela Associação Renovar a Mouraria, é mais do que um simples arraial dos Santos Populares. Ali, não entram copos de plástico descartáveis (só reutilizáveis), nem palhinhas, e a loiça será biodegradável. As preocupações ambientais chegam ainda às decorações da festa, feitas a partir de materiais reutilizáveis. A festa já começou, no final de maio, mas até 29 de junho, haverá ainda os concertos de Telefonia (12 jun, qua), Os Compotas (14 jun, sex), Chalo Correia e Irmãos Makossa (15 jun, sáb), Anonima Nuvolari (19 jun), Tyaro + Uma noite Estúpida e Julinho da Concertina (28 jun). O Arraial Composto encerra no sábado, 29, com a atuação de Kiloko + A Costureira. Lg. da Rosa, Lisboa > até 29 jun > 18h-2h

4. Veggie Vibes, Mercado de Santa Clara

Nesta festa, não há carne nem peixe, "os únicos seres vivos que entram são os clientes”, diz, em tom de brincadeira, Fernando Barros, organizador da primeira edição do Veggie Vibes, que conta com o apoio da Junta de Freguesia de São Vicente. Até quinta, 13, no Mercado de Santa Clara, a ementa é pensada para vegetarianos e veganos e para todos os que procurem uma alternativa à carne e ao peixe. Ali, vão estar à prova iguarias de 14 restaurantes, de Lisboa a Santa Maria da Feira, com paragem em Torres Novas, e de diferentes tipos de cozinha, como a libanesa, a portuguesa e a indiana, entre outras.

Desde pizzas com legumes, “sardinhas” de rábano, “cachorros” quentes que ganham o nome de Not Dog e, por exemplo, as seitanas, uma alternativa às célebres bifanas, nesta ementa a criatividade e a diversidade são notórias. Também o pão com "chouriço" sem a tripa do porco, preparado à vista de todos, é uma boa sugestão. Depois de amassado vai ao forno e fica pronto a comer. Para acompanhar, para lá de cerveja, há muitos sumos para provar e repetir. Sem filas e sem cheiro a sardinha assada, assim se celebra o santo casamenteiro. Mercado de Santa Clara, Campo de Santa Clara, Lisboa > até 13 jun, ter 12h-20H, qua até às 2h, qui até 18h

5. Arraial de Santo António de Alvalade, Parque de Jogos 1º de Maio INATEL

Em Alvalade, no Parque de Jogos 1º Maio, a música volta a ser a grande aposta do Arraial de Santo António, com concertos todos os dias, sempre às 21h30. E o programa não podia ser mais variado: já nesta quarta, 12, véspera de Santo António, soltam-se os ritmos africanos e latinos com a banda com Kimanus, seguindo-se Quiosque Marmelada (13 jun, qui), The Jeggas (14 jun, sex) e FunkOff (15 jun, sáb).

A ementa faz-se com os petiscos da “época”: sardinhas, bifanas, caracóis, farturas e outros doces, bem como cachorros e leitão assado. Este ano, há comida vegetariana e também não falta um parque infantil para os miúdos. A Noite de Fado, com Sara Correia, no domingo, 16, encerra o Arraial de Santo António de Alvalade. Parque de Jogos 1.º de Maio – INATEL > R. Silva e Albuquerque, Lisboa > até 16 jun, sex-sáb e véspera feriado 17h-24h, qui e dom 17h-22h30 > entrada grátis