Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

A 2ª edição da Regata de Portugal regressa ao Tejo com um arraial e um palco flutuante

Sair

Este ano, para lá da habitual regata com nomes da vela nacional e internacional, haverá um palco flutuante, a animar a prova, e o arraial Santos P’ra Pulares a prolongar a festa pela noite dentro. A 2ª edição da Regata de Portugal começa neste quinta, 30 maio, e dura até domingo, 2 de junho

Beatriz Ferreira

D.R.

Em frente ao Terminal de Cruzeiros de Lisboa, de 30 de maio a 2 de junho, oito equipas de Espanha, França, Suécia, Austrália, Holanda e Portugal vão entrar em prova. A segunda edição da Regata de Portugal será acompanhada por um velejador e um convidado especial, a comentar o que se vai passando no campo da regata a partir de um palco flutuante no rio Tejo. Entre os convidados estão o ator Ricardo Carriço, o cantor Toy e os apresentadores Isabel Silva e Fernando Alvim. Já os DJs da Rádio Comercial, Wilson Honrado, Nuno Luz, Rob Willow e Ana Isabel Arroja, estarão encarregues do Sunset, que promete ter muita música e animação para todos os gostos. Ao cair da noite, a festa muda-se para terra. A partir das 21 horas, o Arraial Santos P’ra Pulares, desenvolvido em parceria com os produtores do Revenge of the 90’s, contará com a atuação de Iran Costa, Ágata, Mónica Sintra e Churrasquinho.

O mote deste ano é “O Tejo é um Espetáculo”. Segundo Francisco Mello e Castro, CEO da Regata de Portugal, o objetivo é "trazer a vela para perto dos portugueses e elevar a modalidade enquanto projeto importante, uma marca e uma bandeira portuguesa". Para isso, “as regatas têm de ser explicadas, as pessoas têm de perceber o que está a acontecer." Admite, contudo, que "há muito caminho para trilhar” mas acredita que a Regata de Portugal trará à modalidade “mais mediatismo, mais gente, mais público". Na apresentação do programa, Francisco Mello e Castro disse ainda que "o mar é um ativo que temos e que precisamos de explorar muito mais. O surf tem feito isso muito bem, agora vamos fazer isso na vela.”

O velejador olímpico Jorge Lima, Francisco Mello e Castro, CEO da Regata de Portugal, António Roquette, presidente da Federação Portuguesa de Vela, e o antigo velejador olímpico Gustavo Lima

O velejador olímpico Jorge Lima, Francisco Mello e Castro, CEO da Regata de Portugal, António Roquette, presidente da Federação Portuguesa de Vela, e o antigo velejador olímpico Gustavo Lima

D.R.

A prova vai contar com grandes nomes, nacionais e internacionais, da modalidade, como o francês Damien Lehl, o sueco Nicklas Dackhammar, o australiano Torvar Mirsky, os hoolandeses Afrodite Zegers e Tobias Tanis, a espanhola Sofia Toro, e ainda Jorge Lima, o único português qualificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, e Hélder Basílio, que também já brilhou enquanto velejador olímpico. O velejador Jorge Lima não tem dúvida de que "os portugueses gostam de defender as cores nacionais, independentemente de ser o futebol ou não", por isso, "estes eventos, dão um grande contributo". "Gostamos de ver os portugueses a ganhar", afirmou.

Durante a Regata de Portugal, o restaurante Cais Tejo by Vitor Sobral ficará encarregue de deliciar o público, com uma carta inspirada nos Santos Populares. Haverá ainda uma roda gigante e um Fashion Market, com produtos nacionais, para que nesta segunda edição não faltem atividades para todos os gostos.

Mapa do recinto

Mapa do recinto

Regata de Portugal > Terminal de Cruzeiros de Lisboa > 30 mai-2 jun, 17h-2h > grátis