Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros ... Nuno Centeno

Sair

A partir do Porto, o galerista alcançou uma invejável reputação internacional. Aqui, Nuno Centeno dá a conhecer as suas inspirações

Lucilia Monteiro

1. Londres, Inglaterra
“Uma cidade onde já vivi e onde fui muito feliz. Continuo a ir a Londres com muita regularidade; é um dos lugares que mais me inspira pela diversidade social, económica e cultural. Adoro os contrastes dos vários bairros, desde os mais trendy aos mais decadentes, passando pelos mais glamorosos.”

2. Rough Trade, Londres
“Em Londres, um dos lugares que mais me conectam com a irreverência da adolescência é a Rough Trade, em Eastside, na zona de Brick Lane, uma célebre loja de discos independentes, com o ambiente original da atitude do rock e seus derivados.”

3. Ismael. Como o Mundo Veio a Ser o Que É, de Daniel Quinn
“O primeiro romance de Daniel Quinn “é um livro que deveria ser lido por todos”, defende o galerista. “Foi essencial no final da minha adolescência. É uma maravilhosa história que fala da dominação humana sobre a Natureza (e das suas consequências).”

4. Quénia
Percorreu desertos, montanhas, lagos e savanas. “Foi uma das travessias de carro mais inspiradoras e que mais me transformaram, por causa das paisagens e do contacto com a Natureza e os animais”, recorda Nuno Centeno.

5. Corridas ao ar livre, em Manhattan, Nova Iorque, antes das oito da manhã

“À medida que atravesso os diferentes quarteirões, ganho uma sensação de conquista e de bem-estar.”

6. Bruce Lee

Diz que é a sua “inspiração”, “a pessoa que mais gostaria de ter conhecido”. “Deixou uma forma única de se mover e de pensar que podemos transportar para tudo nas nossas vidas”.