Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O MAAT faz dois anos e a festa dura três dias

Sair

O segundo aniversário do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Belém, é assinalado este fim de semana com três dias de atividades gratuitas. Quatro novas exposições, visitas guiadas e oficinas para a família fazem o programa da festa que começa esta sexta, 5, e se prolonga até domingo, 7

Fernando Negreira

Pelo segundo ano, o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, volta a abrir as suas portas a todos aqueles que queiram juntar-se às comemorações do seu aniversário. É a programação da rentrée que dá o mote a este fim de semana aberto, com a inauguração de quatro novas exposições.

Na Galeria Oval, estreia-se o artista japonês Tadashi Kawamata. Over Flow, a sua primeira exposição no nosso País, invade a sala principal do museu com uma instalação imersiva onde os detritos plásticos dos oceanos são o foco. A curadoria é de Pedro Gadanho e Marta Jecu, tendo o trabalho de campo sido feito em Portugal ao longo de um ano. Também o fotógrafo português André Príncipe inaugura a sua primeira exposição individual, em contexto institucional, em Lisboa. Elefante, com curadoria de Ana Anacleto e João Pinharanda, reúne 11 fotografias e um vídeo que exploram o tema da morte. Para ver na sala Cinzeiro 8.

No edifício da Central Tejo, também com entrada livre durante os três dias de festa, está a A Língua Portuguesa em Nós, que nos conta a história deste idioma, atualmente falado por cerca de 270 milhões de pessoas em todo o mundo. A exposição itinerante do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, chega ao MAAT depois de ter passado por Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil. Na Sala das Caldeiras, um conjunto de filmes realizados por artistas de todo o mundo, sobre o tema Verdade, dá corpo à exposição coletiva Artists' Film International.

Para este sábado, 6, está marcada uma visita guiada à Central Tejo

Para este sábado, 6, está marcada uma visita guiada à Central Tejo

Francisco Nogueira

São várias as atividades e oficinas integradas no programa. Em destaque, neste fim de semana aberto, está Arquitetura em Curtas, com a exibição, nesta sexta, 5, de 14 curtas-metragens sobre inovação e tendências em arquitetura contemporânea. No mesmo dia, mas dedicado às famílias (para crianças a partir dos cinco anos), a oficina Plasticus Maritimus, orientada por Ana Pêgo, vai buscar o tema dos detritos plásticos nos oceanos à exposição de Tadashi Kawamata.

Ao ver uma exposição sozinho, não se aprende tanto como se a víssemos acompanhados por quem a pensou e executou. É, por isso, que as inscrições para as visitas orientadas por curadores e artistas tendem a esgotar rapidamente. Durante os três dias, os visitantes são convidados a visitar as exposições Germinal - Núcleo Pedro Cabrita Reis, com a curadora Ana Anacleto (sexta, 5, às 11h) e Over Flow, com o artista Tadashi Kawamata e o curador Pedro Gadanho (sexta, 5, às 12h; repete sábado, 6, às 17 horas, com a curadora Marta Jecu). Já nesta sexta, 5, às 15 horas, está marcada uma vista para pessoas cegas ou com baixa visão sobre a temática da arquitetura. E no dia seguinte, sábado, 6, às cinco da tarde, a visita Percurso Monumental que dá a conhecer, num passeio interativo de 40 minutos, o edifício da Central Tejo, a fábrica onde se fazia luz!

MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia > Av. Brasília, Central Tejo, Lisboa > T. 210 028 130 > sex-dom 11h-19h > grátis (oficinas e visitas necessária marcação prévia: visitar.maat@edp.pt)