Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Literatura sem fronteiras na Festa do Livro da Amadora

Sair

A terceira edição da Festa do Livro da Amadora arranca esta sexta, dia 14, e conta com a presença de destacados autores portugueses, unidos no derrubar de muros, físicos, virtuais ou ideológicos

O escritor Mário de Carvalho é um dos convidados da Festa do Livro da Amadora

O escritor Mário de Carvalho é um dos convidados da Festa do Livro da Amadora

António Bernardo

Há fronteiras geográficas, políticas, geracionais e tantas outras construídas no espaço e no tempo, barreiras de incompreensão que esta terceira edição da Festa do Livro da Amadora pretende eliminar. O programa abre esta sexta, 14, às 18h30, com o escritor Mário de Carvalho a trocar umas ideias sobre os muros que derrubou ou assistiu serem derrubados. Neste pós-queda do Muro de Berlim, os jornalistas Isabel Lucas, autora de Viagem ao Sonho Americano e José Milhazes, coautor de Antologia do Pensamento Geopolítico e Filosófico Russo, serão os convidados do debate Da América para a Rússia com amor e vice-versa, sobre a relação entre estes dois países. Das trincheiras virtuais introduzidas na sociedade da era digital falarão o psiquiatra Daniel Sampaio (autor do livro Do Telemóvel para o Mundo) e a escritora Joana Bértholo (autora do romance Ecologia). Mas há também os ódios enfrentados pelos refugiados e abordados por Luísa Costa Gomes e Paulo Moura, ou as solidões cultivadas nas cidades de betão, desconstruídas por Sandro William Junqueira e Nuno Camarneiro, entre outros convidados e temas.

Marta Bernardes, Nuno Morão e Joana Manuel participam na sessão "Livros Proibidos - Leituras que não calam"

Marta Bernardes, Nuno Morão e Joana Manuel participam na sessão "Livros Proibidos - Leituras que não calam"

Nesta viagem por um mundo sem fronteiras, também se abordarão os livros proibidos, em diferentes geografias, numa sessão de leitura protagonizada por Joana Manuel e Marta Bernardes, acompanhada pela sonoplastia de Nuno Morão. Para ouvir e não deixar calar, esta sexta às 21h30. No sábado, dia 15, à mesma hora, serão as palavras dos poetas portugueses, ditas por Ana Sofia Paiva, a unirem-se à música, interpretada à guitarra por Marco Oliveira. A cerimónia de atribuição do Prémio Literário Orlando Gonçalves também decorrerá durante a festa, tendo sido distinguida a obra A vida que a chuva levou, da autoria de Joana Bastos.

Ao longo do fim de semana, durante a manhã, haverá oficinas para crianças (é necessário fazer inscrição prévia). No sábado, 15, Desenha-me um conto com muitas letras, é conduzida pela ilustradora Danuta Wojciechowska e parte de contos tradicionais de vários países. No domingo, 16, será a vez de Irina Raimundo (da editora Pato Lógico) convidar os participantes a fazer construções plásticas, tendo por alicerces as palavras e os sons descobertos no livro MAR – Atividário, de Ricardo Henriques e André Letria.

A Festa do Livro termina com um jantar literário, que terá como mote o livro Açordas, Migas e Conversas, do professor António Galopim de Carvalho e contará, além do próprio autor, com o radialista António Macedo como convidado. Mais do que partir pedra, um saudável convívio à volta da mesa.

Festa do Livro da Amadora > Jardim e Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, R. Conde Castro Guimarães, 6, Amadora > T. 21 436 9054 > 14-16 set, sex 18h30-24h, sáb-dom 10h30-24h > grátis