Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Roteiro pelas caves do vinho do Porto: Quem as viu e quem as vê

Sair

Nas visitas a estas 11 caves em Vila Nova de Gaia, continua a contar-se as histórias dos produtores e a provar-se o vinho do Porto. É a forma como tudo é apresentado que está, agora, mais apelativa

Fundada em 1918, a Poças Júnior acaba de abrir um centro de visitas, em Vila Nova de Gaia

Fundada em 1918, a Poças Júnior acaba de abrir um centro de visitas, em Vila Nova de Gaia

1. Poças Júnior: O mais recente

É necessário ir além da marginal, seguindo até à parte alta do centro histórico de Vila Nova de Gaia, para conhecer esta história que se conta em português, algo raro nas empresas de vinho do Porto. A Poças Júnior, que se mantém na mesma família desde a fundação, em 1918, acaba de abrir um novo centro de visitas, em dois armazéns da companhia. Ali, onde descansam cerca de 900 pipas de vinho do Porto, cruza-se o trabalho diário da adega, e, em breve, o dos tanoeiros, com a história de uma empresa famíliar e com os detalhes sobre a região do Douro. A visita termina numa sala de provas para 50 pessoas, onde aguardam dois Portos reserva (um branco e um tawny), embora se possa fazer uma prova harmonizada. Na parede, em frente às muitas garrafas e a alguns cartazes antigos, surgem as esculturas do designer Luís Mendonça, uma encomenda da Poças Júnior, que aliou o vinho à arte, para celebrar o centenário da fundação da empresa mais portuguesa do Douro. R. Visconde das Devesas, 168, Vila Nova de Gaia > T. 22 320 3257 > seg-dom 10h-20h > a partir de €6,50 (visita e prova)

Um percurso tecnológico que permite descobrir os aromas do vinho do Porto

Um percurso tecnológico que permite descobrir os aromas do vinho do Porto

2. Cálem: A visita mais tecnológica

Tem um inovador centro de visitas, com uma forte componente tecnológica, cujo percurso começa numa área informal, onde se passeia livremente. Além de um mapa tridimensional da região do Douro, na Cálem há amostras das garrafas mais emblemáticas, módulos sobre as castas autóctones, caixas de vidro com cortes do solo, para melhor entender este terroir tão especial, e um filme 5D, para ver como se faz o vinho. Através do olfato, descobrem-se os aromas escondidos no vinho do Porto, do chocolate ao alperce. Segue-se a visita guiada ao armazém – garrafas, enormes balseiros (são necessárias 74 mil garrafas para encher cada um deles, fica-se a saber) e muitas pipas –, que conduz depois à sala de provas, onde se sentam 200 pessoas. O percurso termina na loja, mas há uma série de outras propostas, desde harmonizações a sessões de fado diárias. Av. Diogo Leite, 344, Vila Nova de Gaia > T. 91 611 3451 > seg-dom 10h-19h > €12 a €30 (visita e prova)

3. Taylor’s: Para explorar sozinho

É com imagens das quintas do Panascal e de Vargellas que se conta parte da história da empresa The Fladgate Partnership, nesta que foi uma das primeiras caves a abrir ao público, há 35 anos. O percurso da Tauylor's foi renovado, recentemente, para permitir uma visita de forma autónoma, que pode ser feita em 30 minutos ou durante um par de horas. Além da mezzanine, onde se mostra todo o processo produtivo do vinho – desde o tipo de solo à vindima – e da garrafeira, com 15 mil garrafas de vintage, assiste-se ao trabalho habitual numa adega, como a trasfega do vinho. Nas novas salas de exposição, podem ver-se também os primeiros mapas do Douro, muita documentação histórica de uma das mais antigas famílias da região, a técnica e as ferramentas usadas na tanoaria. No final da visita a estas caves, com chão em areia, onde descansam 1 500 pipas e um balseiro, uma pessoa poderá, ainda, atravessar os jardins e provar dois vinhos harmonizados com trufas de chocolate ou amêndoas de Moncorvo. R. do Choupelo, 250, Vila Nova de Gaia > T. 22 374 2800 > seg-dom 10h-18h > €15 (visita e prova)

A Cockburn's tem duas salas de prova, um museu e uma tanoaria, aberta à curiosidade dos visitantes

A Cockburn's tem duas salas de prova, um museu e uma tanoaria, aberta à curiosidade dos visitantes

4. Cockburn’s: Espreitar a tanoaria

É provavelmente o maior armazém de vinho do Porto no centro histórico de Vila Nova de Gaia, onde descansam mais de seis mil pipas. A profunda renovação da Cockburn's, há pouco mais de um ano, permitiu inaugurar um museu, duas salas de prova e abrir ao público a sua tanoaria. À entrada, a área museológica conta alguns factos relevantes da história da empresa fundada em 1815, por Robert Cockburn, e que, em 2010, passou para as mãos da Symington. O percurso pela adega, de paredes de granito e chão de terra, faz-se entre enormes balseiros, com mais de 30 mil litros, onde descansam os Cockburn’s Special Reserve, durante sete a oito anos, centenas de pipas e tonéis. Ao lado, fica a tanoaria, onde é possível ver a lida diária de manutenção das pipas, e a escura garrafeira, em que repousam os lendários vintage de 1868 e de 1896. R. Serpa Pinto, 346, Vila Nova de Gaia > T. 91 300 7950 > seg-dom 9h30-18h > €12 a €50 (visita e prova, marcação prévia)

5. Sandeman: Dormir onde tudo acontece

Na última remodelação das caves, feita já neste ano – e em simultâneo com a abertura do The House of Sandeman Hostel & Suites, nos andares superiores do edifício –, a área museológica passou a ocupar o hall, à entrada, sendo de acesso livre. Ali fica-se a saber mais sobre o excêntrico fundador, o escocês George Sandeman, e alguns factos relevantes da história da empresa, criada em 1790. O interior manteve o caráter rústico, dominado por tetos altos, com velhas traves de madeira escurecida, onde sobressaem pipas e cubas. Ninguém resiste a espreitar a antiga garrafeira dos ingleses, cujo vinho do Porto mais antigo data de 1904, ou a deixar-se levar rumo ao Douro, durante a exibição de um filme sobre a marca e a região, no renovado auditório. A iluminação discreta e o ar marcado pelo penetrante perfume do vinho conferem um toque misterioso à visita, acompanhada sempre por um guia trajado tal qual o Don, figura de capa negra e de chapéu que é a imagem da Sandeman. Lg. Miguel Bombarda, 3, Vila Nova de Gaia > T. 22 374 0534 > seg-dom 10h-19h > €12 a €40 (visita e prova)

E ainda...

6. Burmester

Debruçada sobre o rio Douro, junto à Ponte de D. Luís I, nesta cave respira-se o aromático perfume do vinho do Porto. Além da emblemática coleção de garrafas de Porto vintage, há muitos episódios do percurso da empresa, fundada por Henry Burmester, e recantos para descobrir, ao longo da visita. Lg. da Ponte de D. Luís I, Vila Nova de Gaia > T. 91 328 8994 > seg-dom 10h-19h > a partir de €10 (visita e prova)

7. Espaço Porto Cruz

A vista do terraço é imperdível, mas a visita a este centro multimédia, onde se celebra a cultura do vinho do Porto, começa logo à entrada. Além de uma área informativa, com mesas interativas, exposição de objetos e filmes ligados à região duriense, tem uma loja, salas de prova, restaurante e bar. Para beber um cocktail com vinho do Porto, é subir ao Lounge Terrace 360o, no último piso. Lg. Miguel Bombarda, 23, Vila Nova de Gaia > T. 22 092 5340 > ter-sáb 11h-20h (bar e restaurante até 24h), dom 11h-19h (bar e restaurante 12h30-19h) > a partir de €3 (visita e prova)

8. Ferreira

É uma narrativa com cerca de 250 anos, construída em redor de D. Antónia Ferreira, figura ímpar num negócio dominado por homens no século XIX. Depois da sala de objetos pessoais, o percurso é feito através de uma série de armazéns ligados por corredores, onde não faltam fotografias antigas da vindima. Av. Ramos Pinto, 70, Vila Nova de Gaia > T. 22 374 6106 > seg-dom 10h-18h > a partir de €12 (visita e prova)

Depois da prova nas caves Graham's, a visita prolonga-se no wine bar ou no restaurante Vinum

Depois da prova nas caves Graham's, a visita prolonga-se no wine bar ou no restaurante Vinum

9. Graham’s

Vale a pena percorrer a acentuada rua para se chegar a esta casa de histórias. Ali repousa uma fantástica garrafeira de vinho de Porto, cerca de 3 500 cascos, e um pequeno museu que inclui, entre outras peças, o relógio feito por Patek Philippe, para a rainha Maria Pia de Portugal. Depois da prova, no wine bar e no restaurante Vinum ou no Atrium, o jardim de inverno, com vista para o Porto, prolonga a visita. R. do Agro, 141, Vila Nova de Gaia > T. 22 377 6484 > seg-dom 10h30--17h30 > a partir de €15 (visita e prova, marcação prévia)

10. Kopke

Com vista sobre o rio Douro e o casario da Ribeira, a mais antiga casa de vinho do Porto recebe as suas visitas num recuperado edifício de três andares. À entrada, fica a loja e, nos dois pisos superiores, as salas de prova, com capacidade para receber até 50 pessoas. Para uma visita tranquila, aconselha-se a reservar uma hora ao final da tarde, geralmente, menos movimentada. Av. Diogo Leite, 312, Vila Nova de Gaia > T. 22 374 6660 > seg-dom 10h-19h > a partir de €3,30 (prova)

11. Ramos Pinto

A visita ao majestoso edifício da empresa, fundada por Adriano Ramos Pinto, tem como principal atrativo a passagem pelos antigos escritórios, instalados aqui desde 1909. Em painéis de azulejo e nas antigas secretárias transformadas em vitrinas, traça-se o percurso de uma marca ousada para a época. Av. Ramos Pinto, 380, Vila Nova de Gaia > T. 93 680 9283 > seg-dom 10h-18h > €12 (visita e prova)