Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Rio abaixo, rio acima: 20 passeios pelos rios Tejo, Sado e Douro

Sair

Nestes 20 passeios, num veleiro ou num catamarã, à vela e a motor, pelos rios Tejo, Sado e Douro, descobrem-se paisagens ribeirinhas, veem-se golfinhos e brinda-se com vinho do Porto

Florbela Alves, Joana Loureiro, Sandra Pinto, Susana Lopes Faustino

Nos catamarãs da Sea Sky viaja-se pelo rio Tejo e pela costa portuguesa

Nos catamarãs da Sea Sky viaja-se pelo rio Tejo e pela costa portuguesa

1. Ver o pôr do sol e comer sushi

A bordo do Lagoon 42, da empresa Sea Sky, do Grupo Siroco, satisfazem-se todos os desejos – ou quase todos, para ser mais rigoroso. Seja na rede ou nos salões interior e exterior deste catamarã, é possível fazer provas de vinho, degustações de sushi e, até, uma massagem. Os programas desenham-se à medida dos aventureiros e podem incluir ainda música ao vivo com um saxofonista ou um DJ, durante umas horas ou em passeios de maior duração, para um máximo de 12 pessoas. Em alternativa, há rotas fixas por Belém e por Oeiras, organizadas pela empresa especializada em viagens de catamarã pela costa portuguesa. O resto, já se sabe, é Lisboa como paisagem – ora antiga e monumental ora moderna – para apreciar. Sea Sky > Doca de Alcântara Lisboa > T. 96 836 9283 > passeios: Belém €475 (2 horas), Oeiras €800 (4 horas), máximo 12 passageiros, inclui welcome drink, tábua de queijos e de frutas

O Westenwind parte da Doca de Alcântara

O Westenwind parte da Doca de Alcântara

Marcos Borga

2. Passear num barco típico holandês

O dia começou encoberto mas, à medida que a hora de embarque no Westenwind se aproximava, as nuvens foram desaparecendo, dando lugar ao sol. E assim, às 18h30, zarpámos da Doca de Alcântara, debaixo de um imenso céu azul. Ao leme vai o comandante Dirk Willem Gesink que, há 32 anos, decidiu deixar a Holanda para viver em Portugal. Foi nessa altura, conta-nos, que comprou o Leão Holandês, o navio de grandes dimensões que está ancorado ao lado do Westenwind, um klipper de 1910, típico dos rios nos Países Baixos. É neste barco mais pequeno, apesar dos seus 24 metros e com capacidade para 33 pessoas, que nos sentamos, acompanhados por um grupo de 20 turistas norte-americanos, vindos de New Jersey. Durante três horas, ganha--se uma perspetiva diferente de Lisboa, com o Padrão dos Descobrimentos, a Torre de Belém e o Museu da Eletricidade em destaque. Mais à frente, e já após passarmos por debaixo da Ponte 25 de Abril, o Terreiro do Paço revela toda a sua imponência, para depois darmos meia-volta e regressarmos ao ponto de partida. Pelo caminho, houve tempo para conversar, fotografar e provar os bons vinhos portugueses. E nem o vento e o frio, que se fizeram sentir assim que o sol desapareceu, atenuados com a ajuda das mantas, tiraram a vontade ao grupo de cantar e de dançar. “É um passeio calmo para se ver a beleza de Lisboa”, diz Dirk Gesink. Leão Holandês > Doca de Alcântara, Lisboa > T. 91 786 2663 > a partir de €65 (preço por pessoa, na lotação máxima do barco)

Nos antigos varinos, que faziam o transporte de pessoas e de mercadorias, fazem-se, agora, passeios pelo Tejo

Nos antigos varinos, que faziam o transporte de pessoas e de mercadorias, fazem-se, agora, passeios pelo Tejo

3. A bordo de um varino

Chegados ao cais da Moita, procure-se a embarcação de cores garridas, a expressar a genuína arte popular. Em segundos, o olhar desvenda O Boa Viagem, com mais de 100 anos, adquirido em 1980, pela Câmara Municipal da Moita, concelho pioneiro na recuperação de barcos típicos do Tejo. A bordo deste varino, que fazia o transporte de pessoas e de mercadorias no século passado, navega-se ao longo dos cerca de 20 quilómetros desta margem recortada, com passagem por Alhos Vedros, Sarilhos Pequenos, Rosário, e pelos concelhos limítrofes de Alcochete, Montijo e Vila Franca de Xira. O passeio, com duração de três horas, ou de um dia com rotas definidas, pode incluir ainda uma vinda até Lisboa, mais concretamente à zona de Belém. Já a paisagem revela, por exemplo, a ilha do Rato, em estado selvagem, onde se pode mergulhar, a beleza de um estaleiro naval, os antigos moinhos e os pernilongos, as aves-rainhas das salinas e dos sapais. Cais da Moita > T. 21 085 2340 > mai-nov, dias e horas dependem das marés > passeio de 3h: €4,05, 7-12 anos €2,03, menores de 6 anos grátis > 1 dia: €6,73, 7-12 anos €3,37, menores de 6 anos grátis

No Guadiana, o barco só navega quando há água suficiente no leito do rio

No Guadiana, o barco só navega quando há água suficiente no leito do rio

Jorge Branco

4. De Mértola ao Pomarão

As saídas do cais de Mértola estão condicionadas pela maré. O barco, com capacidade para 12 pessoas, só zarpa quando há água suficiente no leito do rio Guadiana que permita navegar até ao destino – o antigo porto mineiro do Pomarão, vila da margem esquerda, cujo casario branco se estende pela encosta. A beleza natural das margens do rio atrai a atenção de quem realiza este passeio, organizado pela Beira Rio Náutica e com a duração de cerca de duas horas e meia. O troço, navegável e serpenteante, passa pela Bombeira do Guadiana e pela aldeia da Penha d’Águia, onde ainda se pesca com rede. Com os sentidos alerta, observam-se águias-reais, o bufo-real, algumas aves aquáticas como o pato-de-bico-vermelho, o cortiçol-de-barriga-preta e a garça-real, e, com sorte, lebres ou perdizes, que na zona abunda a caça. Beira-Rio Náutica > R. Dr. Afonso Costa, 108, Mértola > T. 91 340 2033 > seg-dom, horário varia consoante a maré > €37,50 (regresso em transfer), 3-5 anos €18,75, até 2 anos grátis

Os passeios da Promartur partem do cais da aldeia avieira de Escaroupim

Os passeios da Promartur partem do cais da aldeia avieira de Escaroupim

5. Na rota da cultura avieira

Lisboa é linda vista do Tejo, já se sabe, mas às vezes parece que nos esquecemos que o rio percorreu muitos quilómetros até aqui chegar. E basta uma viagem de 45 minutos para estarmos a navegar em água doce e descobrir um Tejo onde as margens se pintam em tons de verde com salgueiros, freixos e choupos, habitadas por garças-reais, colhereiros, papa-ratos, íbis-pretos, abelharucos e águias-pesqueiras. Nos passeios organizados pela Promartur, com partida do cais da aldeia avieira do Escaroupim, perto de Salvaterra de Magos (ou de Valada do Ribatejo, do outro lado do rio), passamos ainda pela Palhota, com as suas casas construídas sobre estacas, avistamos cavalos de raça lusitana e, mais à frente, a igreja de Valada do Ribatejo e a Ponte Rainha D. Amélia. O percurso faz-se lentamente em barcos sem quilha (não balançam), e pode marcar-se o passeio para o pôr do Sol ou em noite de Lua cheia, ou incluir, no caso de um grupo, prova de vinhos ou de produtos regionais. I.B. Promartur – Cruzeiros no Tejo > Aldeia de Escaroupim e Valada do Ribatejo > T. 263 590 000/96 908 0376 > seg-dom, com marcação prévia > 1 hora (€10/pessoa), 2 horas (€20/pessoa), mín. 5 pessoas-máx. 18 pessoas

Observar a colónia de golfinhos é um dos atrativos dos passeios pelo Sado

Observar a colónia de golfinhos é um dos atrativos dos passeios pelo Sado

José Carlos Carvalho

6. Olá, “Raiz”, “Bisnau” e “Estrela”

Já passava das 9h30 da manhã quando O Esperança, o veleiro catamarã de 22,80 metros, da Vertigem Azul, soltou amarras da Doca dos Pescadores, em Setúbal. O objetivo dos passageiros a bordo – adultos e crianças, na sua maioria estrangeiros –, era apenas um: observar a colónia de 29 golfinhos-roazes do estuário do Sado, um caso único em Portugal e raro de se ver no mundo. Será que tivemos sorte? A resposta é sim, apareceram logo ali na foz do rio, mas como deram o ar da sua graça na parte de trás da embarcação, logo começou o vaivém de passageiros, de máquina fotográfica e telemóvel na mão. O entusiasmo foi ainda maior porque um dos roazes era uma das três crias nascidas no ano passado. “Vão entrar no estuário para se alimentarem”, diz Pedro Narra que, em sociedade com Maria João Fonseca, criou a Vertigem Azul, em 1998, com o objetivo de dar a conhecer e proteger estes mamíferos através de passeios no Sado. Neste dia, o grupo estava disperso, com os roazes a aparecerem de todos os lados, e até deram saltos. Avistou-se, entre outros, o Raiz, o mais velho da comunidade, a Bisnau e a Estrela. Mas como se sabe qual é qual? “Através da barbatana dorsal, que difere de golfinho para golfinho”, explica Maria João. O passeio, com a duração de duas horas e meia a três, há de continuar já sem golfinhos e no mar, até à última praia da Arrábida, a de Alpertuche. Quando está bom tempo, faz-se uma paragem para um mergulho, mas se neste dia não houve banhos, em compensação subiu a bordo o Olhá Bola e foi difícil resistir a uma bola de Berlim. Vertigem Azul > Ed. Marina Deck, R. Praia da Saúde, 11D, lj. 10, Setúbal > T. 265 238 000 > mai-out: seg-dom 9h30, 14h30 (partidas de Setúbal), 10h, 15h (partidas de Troia); nov-abr: seg-dom 10h, 14h30 (partidas de Setúbal), 10h15, 15h (partidas de Troia) > €35, €20 (3-12 anos)

A Mira Sado passeia pela Reserva Natural do Estuário do Sado

A Mira Sado passeia pela Reserva Natural do Estuário do Sado

José Carlos Carvalho

7. O paraíso das aves aquáticas

Quando chegámos ao Cais Palafítico do Moinho de Maré da Mourisca, já Anabela, Carlos e Carlos Miguel aguardavam a VISÃO Se7e. Os três – mãe, pai e filho mais novo – formam a família Cruz, cicerone deste passeio de nove quilómetros circulares pela Reserva Natural do Estuário do Sado, uma das zonas húmidas mais importantes para a observação de aves aquáticas. Os passeios da Mira Sado só se realizam com a maré cheia, mas fizemo-nos ao mar um pouco mais cedo, pois a embarcação é de duplo casco e permite circular com apenas 20 centímetros de altura de água. É a olho nu, a larga distância, que a família Cruz identifica os flamingos, o borrelho-de--coleira-interrompida ou o milherango. Já a jornalista e o fotógrafo – e o casal Mário e Isabel Gameiro, que também fazem o passeio pela primeira vez – só de binóculos vão conseguindo acompanhar as aves que aparecem, com direito a explicação pormenorizada por Carlos Miguel. “Isto é o sonho dele, tudo o que sabe aprendeu no terreno desde pequeno”, diz a mãe Anabela. A verdade é que esta família sabe tudo sobre as aves, os habitats e a história desta zona – das salinas aos berçários de ostras, passando pela apanha do isco. Mira Sado – Ao sabor das marés > Moinho de Maré da Mourisca, Herdade da Mourisca, Setúbal > T. 91 072 3964 / 96 813 3842 > seg-dom, saídas só com a maré cheia > €20 (por pessoa, para grupos com mais de quatro elementos), €80 (a saída com uma a três pessoas)

Os barcos movidos a energia solar navegam ao largo das ilhas da Boega e dos Amores

Os barcos movidos a energia solar navegam ao largo das ilhas da Boega e dos Amores

Lucilia Monteiro

8. Pelas águas do estuário

Entre as propostas da Olá Vida, empresa de ecoturismo sediada em Vila Nova de Cerveira, está o cruzeiro diário (cerca de uma hora) em barcos movidos a energia solar, ao largo das ilhas da Boega e dos Amores. Inabitadas e de propriedade privada, são um refúgio da vida selvagem, com zonas pantanosas, densa vegetação, lagoas e canais por onde passeiam javalis, lontras, guarda-rios e garças-reais. Ao longo das margens, avistam-se os carochos atracados, a típica embarcação utilizada para a pesca da lampreia, do sável, da solha e do meixão. Omnipresente, está o monte de Santa Tecla, um dos lugares mais visitados da Galiza. Existem ainda passeios mais longos, até três horas, entre Vila Nova de Cerveira e Valença. Olá Vida > Parque do Castelinho, Vila Nova de Cerveira > T. 96 499 4420 > jul-ago, seg-dom 11h30-15h30 > €15 (inclui entrada no Aquamuseu do Rio Minho), 2 pessoas (ou min. €30)

As viagens da Pipadouro podem ser feitas à medida, incluindo visitas às quintas do Douro e prova de vinhos

As viagens da Pipadouro podem ser feitas à medida, incluindo visitas às quintas do Douro e prova de vinhos

9. Brindar ao Douro

É a partir do cais do Pinhão que se zarpa pelas águas calmas do Douro vinhateiro. A bordo do Pipadouro II ou do Friendship I (barco inglês, de 1957), são duas horas de passeio, entre o Pinhão e o Tua, lado a lado com os socalcos do Douro e com a passagem por algumas das mais belas quintas da região. Nesta viagem regular (aconselha-se reserva prévia, com uma semana de antecedência), é servido um copo de vinho branco ou de vinho do Porto. A empresa Pipadouro, nascida em 2007, tem outros programas exclusivos para grupos até 12 pessoas: uma viagem de barco, com duração de duas horas, que inclui visita e almoço numa das três quintas da região (Quinta do Crasto, Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo ou Quinta da Marka). Há ainda outras propostas, como viagens até ao Douro Superior, atravessando a eclusa da Valeira. Quem pretenda, pode ainda pernoitar no barco, com jantar e pequeno-almoço a bordo. Pipadouro > R. da Marginal, Cais 2, Pinhão > T. 93 919 6262/ 91 751 0000 > partidas regulares €35, programas para grupos até 12 pessoas €700/viagem (não inclui refeições)

A partir da Douro Marina, a Feel Douro pensa os seus passeios à medida de cada pessoa

A partir da Douro Marina, a Feel Douro pensa os seus passeios à medida de cada pessoa

10. Conhecer as pontes do Porto

Para quem dispensa os cruzeiros apinhados que cruzam as seis pontes do Porto, a FeelDouro é uma alternativa para dar um passeio no rio e olhar as paisagens ribeirinhas. Há dois programas predefinidos, de duas e de três horas, mas a empresa adapta os serviços aos desejos dos clientes. São estes que escolhem o barco (são seis, com capacidade entre 12 e 16 pessoas), decidem o tempo de navegação e os locais a atracar. Caso tenham licença de navegação, podem até abdicar do skipper. É possível ainda planear uma série de extras, desde a visita a uma cave de vinho do Porto a um jantar a bordo. FeelDouro > Douro Marina, R. da Praia, Vila Nova de Gaia > T. 22 099 0922 / 91 591 5098 > €420 a €850 (2 horas)

E AINDA:

11. Yellow Boat Lisbon Sightseeing Cruise Tours Lisboa
Descobrir Lisboa a bordo de um cacilheiro é a proposta do Yellow Boat Tour. O passeio dura uma hora e meia, com partida no Terreiro do Paço e paragens no Cais da Princesa, junto à Torre de Belém, e na estação fluvial de Belém. T. 21 850 3225 > mai-out, seg-dom 10h, 11h30, 14h, 15h30, 17h (Terreiro do Paço); 10h30, 12h, 14h30, 16h, 17h30 (Torre de Belém); 10h45, 12h15, 14h45, 16h, 17h45 (Estação fluvial de Belém) > €20, €10 (4-10 anos)

12. By Boat Lisboa
O Speed Boat Tour é para quem gosta de adrenalina. A viagem de 50 minutos, num semirrígido, faz-se em velocidade sempre que se vai de um monumento para outro. Padrão dos Descobrimentos, Doca de Belém, Lisboa > T. 933 914 740/1/2/3 > €350 (até 6 pessoas), €450 (7-12 pessoas)

13. Tagus Cruises Lisboa
Passeio de uma hora, de Belém à estátua do Cristo Rei, a bordo de um veleiro, com direito a uma bebida. Ed. Vela Latina, Doca do Bom Sucesso, Lisboa > T. 92 561 0034 > seg-sex 11h > €20, €10 (até aos 12 anos)

14. Seaventy Lisboa
A bordo do barco Évora, o rio Tejo é o cenário da Lisbon Boat Party, em que há pista de dança com DJ, uma hora de bar aberto e um chuveiro gigante de água salgada. Cais da Ribeira das Naus, Lisboa > T. 91 281 4143 > jun-set: sáb 15h-19h > €30 (uma hora de bar aberto), €20 (sem bar aberto, entrada uma hora mais tarde)

15. Sal – Sistemas de Ar Livre Setúbal
Subir o rio Sado, num tradicional galeão do sal, com destino a Alcácer do Sal, visitar a cidade e jantar a bordo é uma das propostas de passeio da Sal. A viagem tem início em Setúbal e dura cerca de 12 horas, cinco delas a navegar. R. do Xarafe, 59, 1º Dto., Setúbal > T. 91 936 1725 > 11h-23h (em dias de maré favorável) > €77, €60 (sem jantar), €54 (sem jantar nem autocarro de regresso)

16. SadoArrábida Setúbal
Todos os sábados, de maio a setembro, a SadoArrábida promove cruzeiros enoturísticos na embarcação Mil Andanças. O almoço é uma mariscada, acompanhada pelos vinhos das adegas da Península de Setúbal (cada sábado dedicado a um produtor diferente). O passeio faz-se em quatro horas e passa pelas praias e costa da Arrábida e Troia. Complexo Turístico de Troia, lj. LA 38, Grândola > T. 265 490 406 / 91 556 0342 > sáb 13h (Troia), 13h30 (Setúbal) > €45, €22,50 (4-12 anos)

17. Happy Guadiana Mértola
Esta empresa de Mértola, com um ano de atividade, realiza passeios diários de uma hora na frente ribeirinha da vila-museu, permitindo observá-la de uma outra perspetiva e ainda apreciar a beleza das margens do Guadiana. R. da República, 7, Mértola > T. 96 900 2218 / 92 685 4416 > horário varia consoante o nível da maré > €10

18. Blue Boats Vila Nova de Gaia
Inspiradas nos barcos rabelos, as embarcações Carlota do Douro e Catarina do Douro percorrem as seis pontes entre o Porto e Gaia, numa viagem com a duração de uma hora. Inclui audioguia em 16 línguas. Cais de Vila Nova de Gaia > seg-dom 9h30-18h30 > €12 (adultos), €6 (4-12 anos)

19. Companhia Turística do Douro Alijó
Com partida do cais do Pinhão, o passeio é feito num barco rabelo, com a duração de uma ou duas horas. No primeiro caso (o barco sai de hora a hora, das 10h30 às 17h30, à exceção das 13h30), sobe-se o Douro, ao longo de seis quilómetros, até à Quinta da Romaneira, regressando-se depois ao cais. No segundo caso, o barco sai às 10h30 e às 14h30, viajando entre o Pinhão e o Tua, com direito a um brinde a bordo com vinho do Porto. Cais do Pinhão, Pinhão > T. 96 393 4951 / 96 534 0173 > seg-dom 10h30-17h30 > €10 (1 hora), €20 (2 horas)

20. Douro à Vela Armamar
Um passeio no Douro vinhateiro, a bordo do veleiro Libertu’s ou do barco de madeira EntreMargen’s – a mais antiga embarcação a navegar neste rio –, é a proposta da Douro à Vela. A viagem, com um mínimo de duas horas, pode incluir ainda visita a quintas, almoço ou jantar a bordo. Cais da Folgosa (junto ao restaurante DOC), EN 222, Folgosa do Douro > T. 91 879 3792 > a partir de €250 (veleiro) e de €375 (barco de madeira) / 2 pessoas