Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Debaixo das estrelas: 5 sítios para ver cinema ao ar livre em Lisboa

Sair

Para recordar a dança de John Travolta e Uma Thurman em "Pulp Fiction" , de Quentin Tarantino, lembrar Woody Allen no seu melhor em "Annie Hall" ou rever o premiado "Três Cartazes à Beira da Estrada" , com Frances McDormand. Nas próximas semanas, há cinema ao ar livre em Lisboa, com filmes de todos os géneros e para todos dias da semana para ver no jardim, no museu ou entre prédios

"Três Cartazes à Beira da Estrada" (2017)

"Três Cartazes à Beira da Estrada" (2017)

Cineconchas

Esta sexta e sábado, 13 e 14, pelas 21 e 45, há sessões de cinema ao ar livre na Quinta das Conchas, em Lisboa. Da programação do Cineconchas, organizado pelo Centro Social da Musgueira em parceria com a EGEAC, faz parte o filme Três Cartazes à Beira da Estrada, do realizador Martin Mcdonagh, esta sexta, nomeado para sete Óscares e vencendor nas categorias de Melhor Atriz Principal e Melhor Ator Secundário. O ciclo termina este sábado com Coco, de Lee Unkrich, um filme de animação produzido pelos estúdios da Disney Pixar que tem como cenário o Dia de los Muertos. Quinta das Conchas > Al. das Linhas de Torres, Lisboa > 13-14 jul, sex-sáb 21h45 > grátis

"Annie Hall" (1977)

"Annie Hall" (1977)

Cine Society

As peripécias de um adolescente com pouco jeito para fazer amizades serve de mote à comédia Napoleon Dynamite, de Jared Hess, que continua esta sexta, 12, o ciclo Cine Society, a decorrer até 30 de agosto no restaurante Topo Chiado, em Lisboa. Segue-se no sábado, 13, o musical Mamma Mia, baseado nas canções dos ABBA, protagonizado por Meryl Streep, Pierce Brosnan, Collin Firth, Stellan Skarsgard e Amanda Seyfried, cuja história é passada na bonita ilha grega de Kalokairi. Na lista de filmes, estão ainda Annie Hall (18 jul, Pulp Fiction (19 jul), Moulin Rouge (25 jul), Monty Phython and the Holy Grail (26 jul), Dirty Dancing (1 ago), Fight Club (2 ago), Waynes World (8 ago). Topo Chiado > Terraços do Carmo, Lisboa > T. 21 342 0626 > até 30 ago, sex-sáb 23h30 > grátis

"Quando o Rio se Enfurece" (1960)

"Quando o Rio se Enfurece" (1960)

Modos de Habitar

Inserido no ciclo Outra sociedade – à volta das ideias de Ivan Illich, a Casa da Achada – Centro Mário Dionísio organiza Modos de Habitar, um programa de cinema ao ar livre composto por ficções e documentários. Todas as segundas até ao final de agosto, os filmes são projectados entre dois prédios e centram-se em questões relacionadas com os diferentes modos de viver e de habitar, dos bairros da periferia ao centro da cidade. Esta semana é a vez de Quando o Rio se Enfurece, de Elia Kazan, que se passa em 1933, quando o governo dos EUA decide criar barragens ao longo do rio Tennessee para evitar alagamentos. Ainda em julho, a 30, será exibido O Tecto, do realizador Vittorio de Sica, uma comédia sobre a vida de um casal recém-casado e a construção da sua casa. Casa da Achada > R. da Achada, 11, Lisboa > T. 21 887 7090 > até 30 ago, seg 21h30 > grátis

"Infinite Space The Architecture of John Lautner" (2008)

"Infinite Space The Architecture of John Lautner" (2008)

Ciclos Murray Grigor e Maio de 68

Na Praça do CCB, uma estrutura pensada pelo gabinete de arquitetura Promontório com o apoio da Amorim Isolamentos,projetará dois ciclos de cinema ao ar livre, um dedicado a Murray Grigor, outro ao Maio de 68. O primeiro (com filmes falados em inglês sem legendas em português) começa esta sexta, 13, com Infinite Space: The Achitecture of John Lautner, um documentário que retrata a obra do arquiteto John Lautner. Termina a 7 de setembro, com a projecção de três filmes Cumbernauld (45 min)+ Space and Light Revisited (20 min) + In Search For Clairity (48 min). O ciclo sobre o Maio de 68 acontece de 20 de julho a 31 de agosto, com quatro filmes: Os Amantes Regulares, Philippe Garrel (20 jul), Nascido em 68, Olivier Ducastel & Jacques Martineau (3 ago), O Fundo do Ar é Vermelho, Chris Marker (17 ago) e Depois de maio, de Olivier Assayas (31 ago). CCB > Pç. do Império > T. 21 361 2400 > Ciclo Murray Grigor: 13, 27 jul, 10, 24 ago e 7 set sex 21h30 > Ciclo Sobre o Maio de 68 >20 jul-31 ago > grátis

Visita ou Memórias e Confissões

Visita ou Memórias e Confissões

Lusco-Fusco

O Lusco-Fusco regressa para a terceira edição em julho, assentando arraiais no pátio do Polo Cultural das Gaivotas, em Lisboa, até setembro. Para lá dos espectáculos de dança e dos concertos, haverá também sessões de cinema ao ar livre. Tome nota: Visita ou Memórias e Confissões, de Manoel de Oliveira (18 jul), Um Homem sem Passado, de Aki Kaurismäki. Segue-se O Intervalo, de Leonardo di Constanzo (1 ago), A Dama de Chandor, de Catarina Mourão (8 ago) e Bonjour, de André Godinho e Gipsofila, de Margarida Leitão (9 ago), Ruínas, de Manuel Mozos e A Casa Esquecida, de Teresa Garcia (22 ago), Polifonias – Paci è Saluta, Michel Giacometti, de Pierre-Marie Goulet (29 ago). O ciclo despede-se com o filme O Salão de Música, de Satyajit Ray (5 set). Polo Cultural das Gaivotas > R. das Gaivotas, 8, Lisboa > T. 21 817 3600 > até 5 set, 21h30 > grátis