Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros... Christiane Jatahy

Sair

A encenadora e realizadora brasileira é a Artista na Cidade 2018, cuja programação regressa em setembro. Inspirada por uma Lisboa (e um País) que há muito queria reencontrar, elege os lugares onde já não se sente turista

Diana Tinoco

1. Espaço Alkantara, Lisboa

É um lugar que lhe traz “memórias de muitas alegrias, pelos incríveis encontros artísticos que a curadoria desse espaço promove”. E também, no seu caso, “pela celebração do encontro com o meu amor”. O amor é Thomas Walgrave, diretor do Festival Alkantara.

2. Teatro Municipal São Luiz e Teatro Nacional D. Maria II, Lisboa

A encenadora escolhe os dois teatros históricos da cidade pela beleza da sua arquitetura, pela qualidade da programação e por ali ter vivido “momentos inesquecíveis”, durante a criação e a apresentação dos seus trabalhos.

3. Aldeia do Meco

É daqueles lugares onde o verão parece durar mais tempo, e isso não escapou a Christiane Jatahy. Conta que se apaixonou “pela natureza selvagem, o mar, as falésias, a argila e a praia de uma beleza estonteante”.

4. Cinema São Jorge, Lisboa

A sala imensa deste cinema coloca-a dentro da tela e é uma paragem obrigatória na cidade. Foi aqui que viu, recentemente, o filme O Processo, “sobre o violento golpe político que ainda estamos vivendo no Brasil”.

5. Fernando Pessoa

“Não a estátua, mas o poeta e seus heterónimos”, brinca, foi o primeiro escritor português que leu, ainda adolescente. “Fez-me mergulhar em lugares ainda desconhecidos em mim”, diz

6. Lisboa e os lisboetas

Ambos a conquistaram, agora que teve oportunidade de criar com eles uma relação mais constante e presente. Fala das pessoas, dos recantos e dos pormenores da cidade, de uma certa melancolia, sempre encantadora, mas “que agora passou a viver o futuro”