Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Oitava Colina: Neste quiosque em Lisboa há cervejas artesanais e petiscos

Sair

Neste novo quiosque, na Graça, bebem-se cervejas artesanais portuguesas, acompanhadas por queijos e enchidos

Ao passar no renovado Largo da Graça, em Lisboa, ao lado da casinha de madeira que vende flores, é impossível não parar para beber uma cerveja artesanal na esplanada da Oitava Colina, inaugurada oficialmente a 25 de abril. Este antigo quiosque da Carris, construído em 1928, que começou por servir de espaço de descanso para o controlador de tráfego e posteriormente para venda de bilhetes e passes, é agora a casa da Urraca e da Zé Arnaldo, duas das mais conhecidas cervejas artesanais desta marca lisboeta fundada em 2014, cada uma com a sua história e a sua personalidade. Se a Urraca é uma India Pale, de sabor amargo, rica em maltes e aromas cítricos, já a Zé Arnaldo define-se como uma Robust Porter, de cor escura, cremosa e com espuma densa. Ali, à pressão, existem cinco variedades, “sempre com sabores diferentes a rodar, costumamos dizer que é o maior número de torneiras de cerveja por metro quadrado do mundo”, brinca Pedro Romão, um dos responsáveis da Oitava Colina. Para lá destas variedades, são servidas as restantes cervejas desta marca lisboeta, como a Florinda, de cor dourada, tipo lager e mais fácil de beber. Para comer, destacam-se a tosta de frango com framboesa (€6) e as tábuas de queijos e de enchidos (€5,50), boas companhias para esta bebida fabricada ali bem perto.

Existem aqui várias variedades de cervejas, das mais robustas àsmais cítricas

Existem aqui várias variedades de cervejas, das mais robustas àsmais cítricas

Quiosque Oitava Colina > Lg. da Graça, Lisboa > T. 96 397 2091 > ter 12h-20h, qua 15h-21h, qui 15h-22h, sex 15h-24h, sáb 12h-24h, dom 12h-22h