Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros... Pedro Sobrado

Sair

O novo presidente do Teatro Nacional São João, no Porto, revela os seus lugares preferidos, indissociáveis do afeto por alguém

1. Teatro Nacional São João, no Porto
“Diz-se que o teatro é uma escola de malandragem, mas o São João e a sua gente formaram-me como assessor de imprensa, editor, dramaturgista. Talvez mesmo como alguém capaz de governar a casa. Mais importante: formaram-me como espectador, isto é, como alguém que tira consequências do que vê.”

2. Praia de Melides, Grândola
“Em criança, fazia férias com os meus pais em Melides, quando nem sequer a eletricidade ali chegara. O extenso areal, o restaurante clandestino da praia, o caminho entre canaviais: já não vou lá há 25 anos, e não posso mais voltar. ‘Tudo é velho onde fui novo.’ (Álvaro de Campos)”

3. Parque Natural de Montesinho, em Bragança
“Comecei a minha vida profissional a dar aulas de Semiótica (e coisas assim) em Bragança. No outono, os meus alunos levaram-me a Montesinho: descobri então sons, cheiros e cores que nunca antes tinha experimentado. Nada do que ensinei pode remotamente retribuir esse achamento”, confessa.

4. Livraria Sistema Solar, em Lisboa
“Fica na Rua Passos Manuel, ao lado de uma sex shop. Mas é impossível competir com a montra luxuriante da livraria, que só pode deixar-nos de ‘olho rútilo’, como diria o Nelson Rodrigues. Não são apenas as capas desenhadas por Manuel Rosa: é todo um catálogo de autores que faz apelo ao nosso desejo.”

5. Marvão, Alentejo

Sobre o Marvão, conta que por lá passou há dois anos “para conhecer Vicente Sanches, um dramaturgo quase tão lendário e inacessível quanto essa vila instalada no cimo de um monte escarpado”.

6. Livro 'Estrada Nacional'

O seu amigo Rui Lage escreveu um livro de poemas sobre estradas nacionais que Pedro Sobrado diz ser “um GPS irónico e elegíaco”. Conta por exemplo que a EN246-1 e a EN267 “reclamam combustível – e poesia”.