Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Os três momentos da Mome, a nova discoteca de Lisboa

Sair

Na Avenida 24 de Julho, voltam a criar-se boas memórias: um bar de cocktails, um restaurante e uma pista de dança. Eis a receita da Mome, a nova discoteca de Lisboa

“Faltava um lugar assim em Lisboa, especial, que proporcionasse boas memórias a quem gosta de sair à noite”, diz Inês Figueiredo, responsável de comunicação da Mome, a nova discoteca da Avenida 24 de Julho, em Lisboa. O projeto é da responsabilidade de João Magalhães, que já tinha estado ligado ao Main e à Kapital, que funcionaram nesta mesma casa. Desta vez, avançou a solo e transformou o emblemático edifício de três pisos naquilo com que sonhava: um lugar com várias valências em simultâneo, dirigido a um público “mais maduro, de classe média alta e que gosta de se divertir sem grandes confusões”.

Quem entrar na Mome vai reparar nos tons claros das paredes e na decoração cuidada, construída com várias peças de arte (a associação é feita ao nome do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, o Moma). Os clientes podem movimentar-se livremente entre os três andares, cada um com um ambiente completamente diferente dos outros. No piso térreo, está o club, onde se dança ao som de música comercial, do rock ao pop. Subindo ao primeiro, encontra-se outro som, comandado por um dj (vão ser dois os residentes). Aqui pode embalar-se uma conversa com uma das bebidas do bar de cocktails – de autor, são cerca de meia dúzia, entre os quais vale a pena provar o Kid Moment, com aroma a goma, e outros feitos com Bacardi ou Red Bull, além das tradicionais bebidas servidas numa discoteca. A agenda musical ainda não está concluída, mas prometem-se festas temáticas e vários artistas convidados.

Para fevereiro fica a abertura do último andar, onde funcionará um restaurante, que servirá almoços e jantares. Até lá, é aproveitar a música e dançar sem parar.

Mome > Av. 24 de Julho, 68, Lisboa > qua-sáb 23h-6h