Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Nas oficinas da Saber Fazer, em Matosinhos, aprende-se a trabalhar a lã

Sair

Uma oficina que se dedica a divulgar e a valorizar as técnicas de produção artesanal. Das ovelhas ao fio

Na oficina do Saber Fazer será possível dar formações mais específicas e alargadas aos apaixonados pelas técnicas de produção artesanal

Na oficina do Saber Fazer será possível dar formações mais específicas e alargadas aos apaixonados pelas técnicas de produção artesanal

Divulgacao

Existem 16 raças autóctones de ovinos, da campaniça à bordaleira de Entre Douro e Minho, da churra galega bragançana às merinas, o que se traduz numa assinalável diversidade de lãs. Durante cerca de seis anos, Alice Bernardo dedicou-se a estudar este e outros recursos genéticos portugueses, focando-se nas fibras têxteis e na aprendizagem da sua produção artesanal. Uma investigação pioneira e exaustiva, que implicou viagens por todo o País, contactando com associações e produtores locais. “Investi muito tempo a criar uma relação com estas pessoas, que é muito mais do que uma relação profissional”, conta. “Muitas ficaram contentes por haver alguém interessado pelo que faziam e que desejava dar continuidade a este trabalho.”
O projeto Saber Fazer dispõe agora de um espaço físico, em Matosinhos, onde sobressaem os ramos de flores secas utilizados para as tinturarias naturais e as variedades de novelos. É um local onde Alice Bernardo pretende seduzir as pessoas para estas temáticas, em oficinas orientadas por si ou por outros. Conhecer as Lãs Portuguesas, no sábado, 25, e Aprender a Trabalhar a Lã, da Ovelha ao Fio, no domingo, 26, convidam os participantes a tocar, cheirar e a processar estas fibras naturais, passo a passo. “São oficinas mais técnicas e especializadas e quem vem tem interesses muito específicos, mas um leigo não terá qualquer dificuldade”, diz Alice. As matérias-primas e os equipamentos estão à disposição dos participantes. E à venda há lãs, teares, rodas de fiar, cardas, fusos... “Não são fáceis de encontrar, por isso queria ter aqui essa oferta.” Existem também alguns livrinhos, produzidos por Alice, com informação bem escrita e rigorosa. Cerca de duas vezes por mês, o Saber Fazer terá novos workshops, sobre tinturaria natural, produção de linho, tecelagem e outras atividades relacionadas com o ciclo da lã. Para desenrolar todo o novelo.

Saber Fazer > R. Brito Capelo, 245, Matosinhos > T. 96 885 1237 > 25 nov, sáb 14h-17h, 26 nov, dom 10h-18h > €40 e €80