Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

5 programas com castanhas para comemorar o São Martinho

Sair

Este sábado, 11, é dia de São Martinho. Dos magustos às feiras, passando por atividades para as famílias, um menu de restaurante e até gelado de castanha, reunimos cinco programas para que este fim de semana não seja passado em casa

Inês Belo, Joana Loureiro e Sandra Pinto

Com outra textura e temperatura, o gelado de castanha do Santini, à venda em todas as lojas, é um forma diferente de provar o fruto da época

Com outra textura e temperatura, o gelado de castanha do Santini, à venda em todas as lojas, é um forma diferente de provar o fruto da época

1. Gelado de castanha no Santini

Outono que é outono traz as primeiras aragens frias e o cheiro da castanha assada pela cidade. A gelataria Santini sabe disso e a partir desta sexta, 10, até ao próximo domingo, 19, vai ter gelado de castanha Saudade – da variedade Martinha, que é mais doce, brilhante e fácil de descascar, produzida pela Frusantos em Sernancelhe, no distrito de Viseu, e cuja colheita é feita manualmente. A quem comprar este (ou outro) sabor, disponível em todas as lojas da Santini, será oferecido um cartuxo com castanhas (Saudade) e uma receita para experimentar em casa. Mas só até domingo, 12.

Lojas em Lisboa, Porto, Cascais, São João do Estoril e Carcavelos

2. Magusto e Festa da Castanha, em Oeiras

Em Oeiras, a celebração do São Martinho tem duas festividades agendadas para este sábado, 11. No Largo 5 de Outubro, no centro histórico da vila, oferecem-se castanhas assadas entre as 11 horas e as 22 horas – são três toneladas do fruto –, e à venda vai estar também doçaria regional e bebidas. Às 18 e 30, acendem-se as luzes de Natal, e vários fogareiros também que hão de aquecer o final de tarde e a noite, já bem mais frios.

Em Linda-a-Velha, no Jardim das Amendoeiras no Palácio dos Aciprestes, decorre até domingo, 12, a Festa da Castanha, com banquinhas de iguarias derivadas da castanha e produtos típicos do outono, um magusto, venda de artesanato e animação musical. Esta sexta e sábado, dias 10 e 11, entre as 15 horas e as 23 horas, e no domingo, 12, das 15 às 21 horas, a entrada é livre.

Na oficina Espretemos o Natal contrói-se um calendário do Advento inspirado nas coleções do Museu do Oriente

Na oficina Espretemos o Natal contrói-se um calendário do Advento inspirado nas coleções do Museu do Oriente

3. Quentes e boas... no Museu do Oriente, Lisboa

São atividades para toda a família as que o Museu do Oriente, em Lisboa, preparou para este fim de semana – dedicadas ao fruto da época, mas também à música e já a antecipar o Natal. O sábado, 11, começa com “Castanhas quentinhas e boas!”, uma oficina para bebés dos 12 aos 24 meses, que estimula e desafia a descobrir o fruto através do paladar, do tato e restantes sentidos também (11h30, €4). E às 15 horas, “Espreitemos o Natal, de janela em janela!” propõe a construção de um calendário do Advento, inspirado nas coleções do Museu (11 e 25 nov, sáb 15h, 7-12 anos, €5).

No domingo, 12, a partir das 10 horas, as famílias com crianças dos 3 aos 5 anos são convidadas a celebrar “O Magusto” e a saborear as castanhas, numa oficina que pretende promover a partilha de experiências entre pais e filhos (12 e 26 nov, 10h e 11h, €4). E para aproveitar a tarde de domingo em família, às 16 horas dá-se lugar à música, com as melodias de Franz Liszt e José Vianna da Motta, interpretadas ao piano por Anna Tomasiz e Savka Konjikusic, solistas da Metropolitana, num concerto de entrada livre.

Museu do Oriente > Av. Brasília, Doca de Alcântara, Lisboa > T. 21 358 5200

4. Menu de castanha na Quinta de La Rosa, no Douro

Com a vista imponente do rio Douro, como pano de fundo, e as videiras, ali tão perto, pode saborear-se um creme de castanha, cogumelos e queijo da ilha. Este é o primeiro prato a ser servido no menu completo, dedicado à castanha, preparado pelo chefe Pedro Cardoso, disponível durante o mês de novembro, no restaurante Cozinha da Clara, na Quinta de La Rosa, no Pinhão. Após a degustação deste amuse bouche, segue-se o prato principal, um cachaço de porco com feijocas e castanhas glaceadas. Para finalizar a refeição, há ainda um pudim de castanha e vinho do Porto, com gelado de Lúcia-lima, para que a castanha perdure no paladar. Já que aqui está, aproveite para participar numa visita guiada à adega desta quinta produtora de vinhos (todos os dias às 11 e 30, 14 e 30 e às 16 e 30).

Cozinha da Clara > Quinta de la Rosa, Pinhão > T. 254 732 254 > até 30 nov, seg-dom 10h-13h, 19h-22h > €35, €45 (com vinhos)

5. Rural Castanea, Vinhais

Vinhais é um dos concelhos portugueses com maior produção de castanha, por isso não poderia ali faltar uma festa. A Rural Castanea decorre entre esta sexta-feira, 10, e domingo, 12, no Parque Municipal de Exposições, e terá uma série de produtos regionais à venda (à base de castanha, mas também enchidos, licores, vinhos, azeite e queijos), banquinhas de gastronomia local, demonstrações culinárias, muita animação musical (bem tradicional) e um magusto permanente, alimentado pelo maior assador de castanhas do mundo – sim, há um recorde Guiness a atestá-lo. Conte ainda com passeios pelos soutos, para apreciar os castanheiros da região.

Parque Municipal de Exposições de Vinhais > 10-12 nov, sex 11h30-22h, sáb 10h-20h, dom 10h-19h (expositores)