Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

'Angry Birds – A Exposição': Há pássaros à solta no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa

Sair

Rir, aprender e gastar energia na exposição Angry Birds, a maior de sempre do Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa

Sara Sá

Sara Sá

Jornalista

“Há mais brincadeira do que é costume nas nossas exposições, mas em Angry Birds não deixam de ser tratados temas como a massa de um corpo ou o funcionamento de uma alavanca”, diz Bruno Araújo Gomes, coordenador da equipa expositiva do Pavilhão do Conhecimento

“Há mais brincadeira do que é costume nas nossas exposições, mas em Angry Birds não deixam de ser tratados temas como a massa de um corpo ou o funcionamento de uma alavanca”, diz Bruno Araújo Gomes, coordenador da equipa expositiva do Pavilhão do Conhecimento

José Caria

A melhor forma de aprender é a brincar. Isso já nós sabemos – aliás, a máxima é praticamente o lema do Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva, em Lisboa. Mas talvez nunca tenha sido tão verdade como agora, com a mostra acabada de inaugurar: Angry Birds. Depois do jogo, inicialmente criado para a Apple e estendido posteriormente a outros sistemas operativos, veio o filme, seguido da exposição, que chega agora à Europa, depois do enorme êxito nos Estados Unidos da América.

Em dois andares, numa área de 1200 metros quadrados, há fisgas gigantes, slides que terminam numa parede de porcos, pássaros a dar as boas-vindas. A proposta é que cada visitante se sinta dentro do jogo, um dos mais populares de sempre, e viva as aventuras de pássaros e porcos. Mesmo que o enredo criado pelos finlandeses da Rovio Entertainment seja do mais elementar que há – pássaros lançados contra porcos –, contém muita física e alguma biologia que pode ser explorada. “Há mais brincadeira do que é costume nas nossas exposições, mas não deixam de ser tratados temas como as forças de atrito, a massa de um corpo, o funcionamento de uma alavanca ou até algumas noções de biologia animal”, avança o coordenador da equipa expositiva, Bruno Araújo Gomes. Na gruta dos artistas, existe ainda a oportunidade para libertar o lado mais criativo de cada um, desenhando pássaros em papel ou em formato digital. Em suma, é para rir, para transpirar e para dar que fazer ao cérebro.

Divulgação

Angry Birds - A Exposição > Pavilhão do Conhecimento > Largo José Mariano Gago, Lisboa > T. 21 891 7100 > até setembro 2018, ter-sex 10h-18h, sáb-dom 11h-19h >9€ (adulto) €6 (3-11 anos), €7 (12-17 anos) , €24 (família)