Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Guimarães noc noc: 170 projetos para visitar em dois dias

Sair

O festival artístico Guimarães noc noc invade a cidade durante dois dias, este sábado e domingo, 7 e 8. É seguir o mapa e conhecer os 170 projetos espalhados. especialmente, pelo centro histórico

A pintura de Délia de Carvalho será um dos trabalhos presentes no festival

A pintura de Délia de Carvalho será um dos trabalhos presentes no festival

A dupla Ângelo Mendes e Sofia Cunha foi, este ano, a responsável pela criação da sinalética do Guimarães noc noc, que invade a cidade este sábado e domingo, dias 7 e 8. Pode não parecer, mas este é um pormenor relevante e a forma mais simples para que o público não se perca entre os 170 projetos espalhados por 50 locais diferentes desde museus, casas particulares, cafés, ruas e edifícios como a Câmara Municipal, que se estreia nesta sétima edição, ou o Museu Municipal Alberto Sampaio. Desta vez, a dupla de designers usou desperdícios da indústria têxtil para numerar a meia centena de locais por onde vai andar este festival multidisciplinar, organizado pela Associação Ó da Casa. E que, desta forma, podem mais facilmente ser encontradas, com a ajuda do mapa que a organização tem disponível.

As ruas do centro histórico de Guimarães são um dos palcos do festival

As ruas do centro histórico de Guimarães são um dos palcos do festival

Entre as duas dezenas de projetos, que podem ser vistos e escutados das 15 horas deste sábado, 7, até às 19 horas de domingo, 8, encontrará exposições, concertos, vídeo, performances e, até, um desfile de moda.

Caberá à companhia de dança Espaço Neutro a abertura do festival (7 out, 15h), no Largo da Oliveira, com o espetáculo Bubble, que envolve bailarinos locais. “Apesar desta dimensão, o circuito pode fazer-se de forma pedonal, já que os locais estão circunscritos ao centro histórico da cidade”, lembra Pedro Ferreira, artista plástico e um dos organizadores.

A maioria dos artistas participantes são portugueses, mas ao Guimarães noc noc convergiram artistas da Alemanha, Espanha, Brasil e Japão. “Há um esforço de tentar ir internacionalizando o festival”, confirma Pedro Ferreira.

O festival inclui atividades para os mais novos com o míni noc noc, a decorrer na Biblioteca Municipal Raul Brandão e Largo Cónego José Maria Gomes com workshops de ilustração e performances.

7º Guimarães noc noc > 7-8 out, sáb 15h até dom 19h > grátis