Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Começou a aventura: o Creoula já largou rumo a Lisboa

Sair

André Moreira

O navio de instrução de mar da Marinha portuguesa partiu da Figueira da Foz, neste domingo, 9, rumo a Lisboa. Antes da primeira paragem, na ilha Berlenga, os 40 novos tripulantes do Creoula já tiveram oportunidade de mostrar a sua perícia. Veja o vídeo

Sábado, 8. Um dia depois de atracar no porto da Figueira da Foz com um grupo de tripulantes vindo de Lisboa, o Creoula recebeu 40 novos instruendos. O navio de instrução de mar, operado pela Marinha Portuguesa, acolhe, a cada verão, cerca de 900 pessoas, na sua maioria jovens, para aprenderem como navegar. A Aporvela - Associação Portuguesa de Treino de Vela desafiou a revista VISÃO para fazer parte desta aventura e cá estamos nós.

A viagem começou no domingo, 9, quando o Creoula largou da Figueira da Foz. Antes das três e meia da tarde, hora de saída, os instruendos já tinham sido divididos por várias tarefas (delas falarei noutra oportunidade). Ouvimos uma palestra sobre as regras de segurança e outros aspetos ligados a este antigo navio de pesca, pelo oficial-imediato Sérgio Leitão. O verdadeiro desafio foi quando chegou a hora de calçar as luvas e puxar os cabos (já se sabe que não se diz "cordas" numa embarcação de mar) para içar as velas: a polaca, na proa, e as velas do traquete e do grande, dois dos quatro mastros que fazem parte do grande veleiro construído em 1937. A navegar há 79 anos, O Creoula segue agora em direção à ilha Berlenga.

Veja o vídeo

  • Vida de marinheiro: o dia a dia no Creoula

    Sair

    O Creoula continua o seu caminho em direção a Lisboa, com a primeira paragem marcada para a ilha Berlenga onde, entretanto, já fundeou. Mas a viagem até aqui não foi um “mar de rosas”. Para o bem e para o mal, é a vida de marinheiro. Veja o vídeo

  • Vamos embarcar no 'Creoula', mas antes visitamos a 'Vera Cruz'

    Sair

    Na véspera de embarcarmos no Creoula, o Navio de Treino e de Mar da Marinha Portuguesa, que nos vai levar num percurso entre a Figueira Foz e a Berlenga, mostramos-lhe aqui a caravela Vera Cruz: uma réplica das embarcações quinhentistas e também ela um navio para instrução de mar