Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros... José Filipe Rebelo Pinto

Sair

  • 333

É o mentor do festival Out Jazz e, no Martim Moniz, criou o Mercado de Fusão. Viajar pelo mundo é o grande objetivo do proprietário dos bares Topo, que encontrou nos Açores o seu refúgio

José Filipe Rebelo Pinto

José Filipe Rebelo Pinto

José Caria

1. Caldeira de Santo Cristo, São Jorge Quando precisa de descansar, a Caldeira de Santo Cristo, na ilha de São Jorge, nos Açores, é um dos locais escolhidos. “Comprei uma casa e é lá que faço os meus retiros: surfo, vou à pesca, faço caça submarina, passeio. Gosto desta ligação à natureza.”

2. Ubud, Bali “É onde estão concentradas as escolas de meditação e ioga, com restaurantes muito virados para a comida orgânica e para a alimentação raw”, descreve José Filipe, que há quatro anos visitou Ubud, pequena cidade no interior da ilha indonésia de Bali, rodeada de arrozais e longe da praia.

3. Marraquexe, Marrocos “Vou com frequência a Marraquexe, gosto de lá ir ver o que se passa”, conta José Filipe, que se inspirou no souk (mercado) para criar o Mercado de Fusão, com dez quiosques de comida, no Martim Moniz, em Lisboa. “Além disso, a partir de Marraquexe, conseguimos, em poucas horas, estar no deserto, nas cascatas de Ouzoud ou na praia, em Essaouira.”

4. Varanasi, Índia As três semanas que passou em Varanasi, uma das mais antigas cidades do mundo, foram uma “experiência incrível”. “Aprendi a tocar sitar, tive aulas de ioga num terraço e, da janela do meu quarto de hotel, tinha vista privilegiada para o Ganges. Foi uma viagem que mexeu muito comigo, pelas cores, intensidade, energia e espiritualidade.”

5. Lisboa Não a escolhe só porque é alfacinha. “Há uma nova geração a fazer muito boas coisas pela cidade, tanto a nível cultural como de restauração”.

6. Nova Iorque “Uma cidade incrível, muito cosmopolita, onde tive a oportunidade de viver durante um ano nos meus tempos de estudante, e que me marcou bastante.”