Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros... José Carlos 
de Vasconcelos

Sair

Diretor do Jornal de Letras, atribuíram-lhe recentemente o Prémio Vasco Graça Moura. Em 1993, foi um dos jornalistas fundadores da VISÃO. Estes são os seus lugares prediletos

Fernando Negreira

1. Andar à beira-mar
Para o jornalista, andar à beira-mar, “a ver, a ouvir e a sentir o mar”, “é das coisas melhores da vida”. Sempre o fez e, sempre que pode, continua a fazê-lo. Sobretudo em três locais: “Na minha Póvoa [de Varzim]”, no paredão de Cascais ou no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro.

2. Santiago de Compostela, Galiza
É o centro da sua “anual romagem galega”, “cidade íntima, de catedral grandiosa”. Partindo de Lisboa, tem-se ainda a “felicidade” de passar pelo Minho, acrescenta

3. Salsa & Coentros, Lisboa
Em Lisboa, elege Salsa & Coentros, o restaurante onde o senhor Duarte tem “tanta coisa boa e bem nossa”: “Para quem gosta de comer, e tem a sorte de preferir um bom cozido à portuguesa, robalo grelhado ou bacalhau às elaboradas ‘confeções’ dos chefes da moda.” Na Póvoa de Varzim, aconselha o Estrela do Mar, com “um insuperável peixinho”.

4. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa
Se aqui quer destacar a excelência da Fundação Calouste Gulbenkian, é por todas as razões e mais algumas: pelos jardins, pelas cafetarias, pelos amigos, pelas exposições, pelos concertos... E também por ficar perto da sua casa lisboeta.

5. Avenida Duque d'Ávila, Lisboa
Na “nova” Avenida Duque d'Ávila, em Lisboa, gosta de andar pelas esplanadas, cafés, restaurantes, lojas... e, sobretudo, agrada-lhe o “muito, mas não excessivo, movimento”

6. Rio de Janeiro, Brasil
Ninguém melhor do que o próprio para o dizer: “Se há Deus e se faz milagres, o Rio é o mais surpreendente e espetacular milagre de Deus (embora também não lhe faltem coisas do ‘diabo’). A cidade é o esplendor maior da beleza – num país que, ainda por cima, tem o bom senso e o bom-gosto de falar português.”