Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

12 ideias para aproveitar a primavera no Porto

Sair

  • 333

No Porto, visitámos jardins, esplanadas, miradouros, terraços e parques infantis. E reunimos 12 razões para sair de casa e aproveitar a estação das flores

O Miradouro Ignez abriu no verão passado como esplanada e já este ano o edifício na Rua da Restauração foi reabilitado

O Miradouro Ignez abriu no verão passado como esplanada e já este ano o edifício na Rua da Restauração foi reabilitado

Lucília Monteiro

1. Miradouro Ignez

Passou com distinção o teste de inverno, com muitos clientes a não prescindirem deste mergulho virtual no Douro, abrigado das nortadas, com música calminha, para não perturbar a serenidade do cenário. Abriu, em agosto de 2016, apenas como esplanada, num edifício tão descaradamente desaproveitado (pertencia ao departamento de ambiente da Câmara Municipal do Porto, mas estava desocupado desde 2009), que logo foi adotado por locais e turistas. Dois dos três pisos do bar já estão agora a funcionar em pleno, tendo-se, na recuperação, optado por um visual muito cru, adaptável a várias ocasiões. O menu, descomplicado, é constituído, sobretudo, por hambúrgueres e tostas. Em breve, vai ter uma carta de cocktails, a pensar na subida da temperatura. R. da Restauração, 252, Porto > T. 91 445 4464 > dom-qui 11h-24h, sex-sáb 11h-02h

2. Esplanada de O Pretinho do Japão

Lucília Monteiro

Quando, em 2014, Fernanda Maia e Jorge Rodrigues tomaram conta desta mercearia fina com 70 anos de atividade, já era sua intenção abrir uma esplanada no quintal. O projeto viria a concretizar-se no verão passado. Para lá chegar, é preciso atravessar a loja e, assim, deixar a confusão da rua, desfrutando depois deste local sossegado. Ali ouvem-se os pássaros, e o silêncio apenas é interrompido pelas conversas. Por entre as árvores e as flores, acomoda-se um palco para concertos, três áreas de esplanada e graffiti de Costah. Na carta, existem 30 infusões de chá (€1 a €4,50), bolos caseiros à fatia (€1,50 a €3), scones, sumos naturais (€1,50 a €2,50), tostas e saladas. R. do Bonjardim, 496, Porto > T. 22 200 7185 > seg-sex 10h-19h

3. Geladaria Spirito

A Spirito organiza, a 29 de abril, o primeiro jantar Spirito Sweet Room, com o chefe pasteleiro Francisco Moreira a preparar um menu de degustação com seis sobremesas

A Spirito organiza, a 29 de abril, o primeiro jantar Spirito Sweet Room, com o chefe pasteleiro Francisco Moreira a preparar um menu de degustação com seis sobremesas

Lucília Monteiro

A figura feminina com um cupcake na mão, desenhada por Mr. Dheo, numa das paredes da Spirito Cupcakes & Coffee, aberta desde dezembro na Baixa do Porto, não passa despercebida. E combina bem com esta nova "sala de estar informal" da marca de gelados e bolos, decorada com bom-gosto, sofás e poltronas vintage. Acabados de chegar às vitrinas estão os gelados de açaí com ou sem granola, de abacate, de morango com manteiga de amendoim e pretzel e o que mistura pistachio de Bronte com avelã de Piemonte (€2,50/dois sabores). Todos eles feitos com ingredientes saudáveis porque Nuno e Nádia Freitas, os proprietários e criadores da loja, não descuram a qualidade e "a crescente preocupação do público" com a alimentação. Fresco, fresco, é ainda o Paris-Brest de primavera, com lima e framboesa (€3,50). Pç. Gomes Teixeira, 36, Porto > dom-ter 13h30-19h, qua-sáb 13h30-19h, 21h-24h

4. Stand Up Paddle do SupDouro

Lucília Monteiro

O movimento frenético de carros na Ponte de Arrábida, ao longe, é apagado pelas águas serenas do estuário do Douro, ideais para a aprendizagem do Stand Up Paddle Surf (conhecido por SUP). O contacto com a natureza e o facto de trabalhar quase todo o corpo tem levado ao aumento do número de adeptos deste desporto em Portugal. “Qualquer pessoa consegue andar, já tivemos experiências com avô, pai e neto”, diz Pedro Ferreira, um dos responsáveis pela SupDouro, na Douro Marina. Ali fazem batismos de SUP, dão aulas e organizam passeios pelas sete pontes do Douro, sempre com o acompanhamento de monitores. Aos sábados de manhã, há também aulas de SUP Yoga, com a prancha a substituir o tapete. Douro Marina > R. da Praia, Vila Nova de Gaia > 
T. 91 432 2630 > aulas de SUP às 10h, 12h, 16h e 18h > experiência €25, cinco aulas €100, tour €30

5. Letraria Craft Beer Garden

Abriu há dias o primeiro beer garden do Porto da cervejaria artesanal minhota Letra. Semelhante à da casa-mãe, em Vila Verde, esta Letraria possui a particularidade de ter um jardim exterior de 300 metros quadrados, além de duas salas com mesas e bancos de madeira e uma bottle shop. Foi “paixão” à primeira vista, confessam Filipe Macieira e Francisco Pereira, os dois cervejeiros que há muito procuravam um lugar como este. Neste bar e restaurante, há 20 cervejas à pressão, 16 das quais portuguesas, além de outras 30 em lata ou garrafa. Entre elas, as Letra (da A à F), as sazonais como a Harvest & Friends, além de outras artesanais portuguesas e da dinamarquesa Mikkeller. Acompanhe-se com uma tábua de queijos e fumeiro de Montalegre (€9,50), hambúrguer 100% carne de novilho (€8) ou bife de novilho com três molhos (€11). R. da Alegria, 101, Porto > 
T. 93 934 8069 > seg, qua-qui 17h-24h, sex-sáb 17h-02h, dom 16h-23h

6. Quinta de Monserrate

Lucília Monteiro

Permanece um enclave dentro de Matosinhos. Onde existiam terrenos agrícolas foram construídos cinco campos de padel (três cobertos) e dois de ténis. A antiga casa dos caseiros foi transformada em ginásio e construiu-se ainda uma nova estrutura para acolher a receção e o bar, aberto a todas as pessoas, com sugestões saudáveis. O lado rural agrada a quem lá passa. Principalmente, pelo padel, uma modalidade em crescimento, de fácil aprendizagem, conciliando a competição com o convívio. Existem aulas avulsas, packs de aulas, mensalidades ou o simples aluguer dos campos. R. de Avelino Casebre, Matosinhos > T. 91 550 1423 > seg-sex 7h30-21h30, sáb-dom 9h-22 > mensalidade ginásio €34, aluguer campo padel €16/hora, aulas padel avulsas €22 (2 pessoas), aluguer campo ténis €11/hora, aula-jogo ténis €22

7. Esplanada do Teleférico

Lucília Monteiro

É provavelmente a esplanada com a melhor panorâmica do Porto. Fica na margem sul, em Vila Nova de Gaia, e de um fôlego apanha o Douro e a Torre dos Clérigos, a Ponte da Arrábida, as ruas estreitas e o casario da Ribeira. Aberta no verão passado, a esplanada, que ocupa a plataforma superior do teleférico, junto ao Jardim do Morro e da Serra do Pilar, é uma varanda sobre as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia, com serviço de cafetaria e bar. Francisca Santiago e Maria Sobral, ambas de 18 anos, já tinham ouvido falar da vista e, nesta manhã de quase primavera, vieram estudar para cá. “Apesar do vento, está-se bem”, dizem. A esplanada vive, sobretudo, da soberba vista, dispondo de um menu básico com saladas (€7,50 a €8,50), alguns snacks (€6,50 a €15) e vinho a copo (€4 a €6). R. Rocha Leão, Vila Nova de Gaia > T. 22 099 6290 > seg-qui, dom 10h-22h, sex-sáb 10h-23h

8. Ginásio Breathe

O Breathe tem uma área com jogos para as crianças enquanto os pais treinam. Sem custos adicionais, com horário alargado e sob a supervisão de um técnico

O Breathe tem uma área com jogos para as crianças enquanto os pais treinam. Sem custos adicionais, com horário alargado e sob a supervisão de um técnico

Lucília Monteiro

Espraiado sobre o Parque da Cidade do Porto, tem uma mão-cheia de argumentos capaz de arruinar com qualquer desculpa para se ficar em casa. É verdade que o Breathe Sport Fitness tem tudo o que os outros ginásios têm, sim – e também um pouco mais, o que faz toda a diferença. Além de luz natural e vista de mar, um bar de snacks saudáveis com esplanada e uma varanda desafogada para estender a toalha, bem como algumas cadeiras e sofás a convidar à preguiça. Sem fidelização, a mensalidade inclui avaliação nutricional e física, bem como o acesso a salas de treino dentro e fora do edifício. “Só não podemos interferir com a dinâmica do parque”, conta Rui Conceição, um dos sócios. A tudo isto acrescentem-se duas dezenas de bicicletas para passeios no parque, sem pagar mais por isso. Estrada da Circunvalação, 15687, Porto > T. 22 938 2504 > seg-sex 7h-23h, sáb-dom 9h-20h > €30 a €60 (mensalidade)

9. Quinta Villar d'Allen

É entre rododendros e sequoias que as camélias vão florindo. Há as de todas as cores – rosas, brancas, vermelhas –, com diferentes pétalas. Isaura Allen diz-nos andar “há 17 anos a classificar as espécies” desta quinta do século XVIII, classificada como imóvel de interesse público, mas “há sempre novas camélias a despontar”. Como aquela que o arquiteto Siza Vieira por lá encontrou há quatro anos, no meio de outras plantas, e que ganhou o seu nome. A quinta, retrato do Porto romântico e liberal, adquirida em 1839 pelo colecionador de arte e negociante inglês João Allen, é um museu vivo desta flor de inverno, e por ela recebe visitas de todo o mundo. Entre as muitas histórias que nos conta, Isaura lembra a do grupo de japoneses que ali encontrou uma camélia extinta em Java, e para aquela ilha da Indonésia levou uns pés para plantar. “Chamo-lhe a camélia de torna-viagem”, conta. R. do Freixo, 194, Porto > T. 22 530 2741 > seg-sáb 8h30-18h > €4/marcação obrigatória

10. Quinta Cantinho das Aromáticas

Os primeiros sinais da primavera já fizeram “rebentar” plantas aromáticas e medicinais como a lúcia-lima, a erva-príncipe ou o tomilho-limão, conta Luís Alves, agricultor e mentor do Cantinho das Aromáticas, em Vila Nova de Gaia, uma das poucas quintas de agricultura biológica em zonas urbanas da Península Ibérica. Lá para maio, será o campo de perpétuas roxas a atrair a atenção, aberto a quem queira colher as folhas que hão de transformar-se em chá. A quinta está aberta diariamente para observação dos campos de cultivo, compra de plantas e ervas aromáticas ou, simplesmente, para beber um chá. Quem prefira uma visita guiada (dura 1h30), escolhe entre a que mostra os campos e métodos de cultivo (€6,50) ou a que inclui uma prova comentada de quatro infusões (€12,50). “É uma visita sensorial”, diz Luís Alves, satisfeito com o facto de o agricultor já não ser visto “como uma espécie em vias de extinção”. R. do Meiral, 508, Canidelo, Vila Nova de Gaia > T. 22 771 0301/ 91 226 0714 > seg-sex 9h-18h, sáb 9h30-12h30, 14h30-18h

11. Parque infantil da Pasteleira

Lucília Monteiro

As gargalhadas das crianças escutam-se à entrada do Parque da Pasteleira, a imensa mancha verde na freguesia de Lordelo do Ouro, no Porto, que acaba de ver renovado o seu parque infantil. De um lado, com vista para a cidade, estão as estruturas para os mais novos – a casinha com escorrega a pedir adrenalina, os baloiços, a arenha para trepar –, do outro, os equipamentos a pensar nos jovens que gostam de exercícios de fitness e alongamentos. É uma das estruturas acabadinhas de renovar na cidade que, desde 2015, investiu 900 mil euros na construção de 16 parques infantis e na renovação de outros (o do Covelo, por exemplo, tem agora quatro estruturas a pensar nas crianças com dificuldades motoras). R. Diogo Botelho, Porto > seg-dom 8h-23h

12. Terraço VIP Lounge

Todos os meses, num fim de tarde, entre as 17 e as 20 horas, o VIP Lounge acolherá um Encontro com os Vinhos, uma mostra de ensaios especiais de vários produtores acompanhada por petiscos

Todos os meses, num fim de tarde, entre as 17 e as 20 horas, o VIP Lounge acolherá um Encontro com os Vinhos, uma mostra de ensaios especiais de vários produtores acompanhada por petiscos

Lucília Monteiro

O 19º andar, ocupado pelo VIP Lounge, foi o argumento que convenceu Álvaro Costa a tornar-se, há dois meses, chefe de cozinha executivo do Porto Palácio Hotel. Rapidamente imaginou o som da música a aumentar, as ostras e os gins a rodar pelas mesas (às quintas-feiras, entre as 17 e as 21 horas) e um ambiente descontraído e cosmopolita a instalar-se no local, até ali agarrado a uma imagem mais clássica. “Quem me conhece, sabe que sou alguém que, na alta cozinha, gosta de socializar e criar eventos onde as pessoas se sentem à vontade”, afirma. A ideia é combinar o menu de degustação (€50, renovado todos os meses) com as propostas mais simples do gastrô bar (alteradas semanalmente). À carta de whiskies, pela qual o VIP Lounge era conhecido, pretende acrescentar uma outra de cocktails. A magnífica vista sobre a cidade, essa, está sempre assegurada. Porto Palácio Hotel > Av. da Boavista, 1269, Porto > T. 22 608 6600 > seg-dom 17h-01h

  • 12 ideias para aproveitar a primavera em Lisboa

    Sair

    Passear num jardim com bichos de loiça, subir a um terraço com esplanada, caminhar à beira-rio ou provar novos sabores de gelados. Reunimos 12 razões em Lisboa para sair de casa e aproveitar a estação das flores