Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma Coimbra para levar na mão ou ao ombro

Sair

A Coimbra Cartaz Cultural, um projeto de divulgação de cultura, cresceu para uma nova marca: a Mapas CCC quer mostrar a cidade dos estudantes de uma forma ilustrada em postais, sacos de pano e, sim, mapas

Laboratório Chimico, Museu da Ciência da Universidade de Coimbra
1 / 8

Laboratório Chimico, Museu da Ciência da Universidade de Coimbra

Portugal dos Pequenitos
2 / 8

Portugal dos Pequenitos

Teatro Académico Gil Vicente
3 / 8

Teatro Académico Gil Vicente

Jardim Botânico de Coimbra
4 / 8

Jardim Botânico de Coimbra

Escadas Monumentais da Universidade de Coimbra
5 / 8

Escadas Monumentais da Universidade de Coimbra

Estufa do Jardim Botânico
6 / 8

Estufa do Jardim Botânico

Casas da Baixa de Coimbra
7 / 8

Casas da Baixa de Coimbra

Os sacos de pano ilustrados
8 / 8

Os sacos de pano ilustrados

O projeto chama-se Mapas CCC e é como que um filho da Coimbra Cartaz Cultural (CCC), uma página de divulgação de atividades culturais criada “por carolice” no facebook, em 2012, por Paula Vale. Com 39 anos, formada em serviço social, Paula considerava “que a divulgação das atividades da cidade era insuficiente ou não funcionava”. “Sempre gostei de ler, ir ao cinema, ver exposições e de partilhar com os amigos nas redes sociais”, conta.

Volvidos quatro anos e já com 16 mil seguidores na página, Paula Vale – que, entretanto, esteve três anos a viver e a trabalhar em Lisboa e regressou a Coimbra onde agora se dedica ao projeto a tempo inteiro – decidiu que era preciso fazer algo mais. Acreditando que seria uma boa ideia “tirar mais partido da agenda” e aproveitando o facto de “a cidade ser Património Mundial da Unesco, receber cada vez mais turistas e estudantes de Erasmus”, desafiou a designer Ana Fróis para criarem novos produtos tendo sempre Coimbra como mote. Foi assim que nasceu a marca Mapas CCC, que é lançada este sábado, 28, com uma festa na Casa da Esquina, com direito a música (Dj set de Pedro Chau) e aberta a todos.

Há, então, postais (€1,50/cada; €5 conjunto de cinco) de ícones da cidade mais e menos óbvios: o Portugal dos Pequenitos, o Teatro Académico Gil Vicente, a Casa Medieval, a Estufa do Jardim Botânico, as casas da Baixa e, obviamente, a Universidade. Há ainda um mapa ilustrado (€3) com sugestões de percursos para uma visita curta de dois dias a Coimbra, e outros estão a ser projetados com propostas diferentes: percursos nos jardins, guia para comer e “esplanar”, a cidade dos escritores e a sua arquitetura. As ilustrações de Ana Fróis saltam ainda para sacos de lona (€4), ideais para levar ao ombro.

O objetivo, diz-nos a arquiteta e designer a viver em Coimbra, “é mostrar a cidade de outra forma, sem estar muito centrada na Universidade como quase sempre acontece”. E fazer com que os conimbricenses adiram cada vez mais aos espetáculos da cidade. “Porque razão hão de ir para Lisboa?”, pergunta-se Paula Vale, que contou com um apoio de crowdfunding de mil euros para a produção dos materiais.

Para já, as peças podem por ser compradas no Teatro Académico Gil Vicente, na Casa da Esquina e na loja online da marca.

Mapas CCC > Teatro Académico Gil Vicente > Pç. da República, Coimbra > T. 239 855 630 > Casa da Esquina > R. Aires de Campos > T. 239 041 397