Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Longa é a Noite Branca em Braga

Sair

  • 333

Durante 48 horas, os espaços públicos da cidade de Braga vão acolher artes performativas, instalações, “performances” e concertos. A Noite Branca começa esta sexta-feira, 2, e prolonga-se até domingo, 4

Carminho é um dos nomes que vai passar pelo palco principal, nos jardins da Praça do Município, em Braga

Carminho é um dos nomes que vai passar pelo palco principal, nos jardins da Praça do Município, em Braga

Aquelas festas em que não conseguimos controlar os convites e uma multidão acaba a bater-nos à porta? A Noite Branca de Braga começou, em edições passadas, por ser exatamente isso, apenas uma noite, mas a adesão da população, dos forasteiros, das instituições e do comércio local foi tanta que, de ano para ano, a organização (a cargo do município bracarense) tornou-se mais ambiciosa. Em 2016, a festa vai chegar às 48 horas, entre esta sexta, 2, e domingo, 4, e terá mais de 70 espetáculos, numa celebração coletiva caiada de branco. “É uma marca da cidade”, diz Ricardo Rio, o presidente da Câmara Municipal de Braga.

A música terá uma fatia generosa da programação. Pelo palco principal, nos jardins da Praça do Município, irão passar Carminho, Miguel Araújo, os HMB, The Gift, além de Jorge Palma e Sérgio Godinho, no concerto juntos. Para outras sonoridades, há que rumar ao palco do GNRation, com concertos dos Boogarins, do dj Midnight, de Branko (um dos fundadores dos Buraka Som Sistema), dos Linda Martini e do produtor chileno Matias Aguayo. A interação com os visitantes será habitual no programa, estando os espetadores convidados a explorar as paisagens sonoras da cidade, a integrar uma banda de jazz virtual ou uma orquestra de sinos. Algumas das instituições e monumentos mais significativos de Braga, como a Sé, o Museu Nogueira da Silva e o Museu Pio XII, envolvem-se na festa e ficam de portas abertas pela noite dentro, com visitas guiadas gratuitas. E até o comércio do centro da cidade participa, com as montras a vestirem-se de branco para a ocasião.

Nesta edição, as propostas para as crianças foram reforçadas, criando-se um espaço infantil no Largo do Pópulo com oficinas, ateliês e sessões de contos, narrados por Saphir Cristal. Pelas ruas, a animação será uma constante, com mercados, instalações, espetáculos de Novo Circo e paradas musicais. Para além da restauração instalada no centro, haverá uma zona de street food, no Largo do Pópulo. Para facilitar os acessos, foram criados três parques de estacionamento e uma linha específica dos transportes urbanos de Braga para fazer a ligação ao coração da festa (bilhetes de ida e volta por €1).

O programa da Noite Branca encerrará às 19 e 30 do próximo domingo, 4, com o concerto de sinos Bracara Augusta, que envolve as igrejas do centro histórico e conta com a participação de 80 populares.

Noite Branca > Centro histórico de Braga > 2-4 set, sex 18h-04h, sáb 10h-05h, dom 10h-19h30 > grátis