Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Gosto dos Outros... Bárbara Bulhosa

Sair

A editora da Tinta da China divide-se entre Lisboa e o Rio de Janeiro, onde desde que aterrou pela primeira vez se sente como em casa. Cá e lá, estes são os seus lugares

Alberto Frias

1. Café Buenos Aires, Lisboa
Seja no primeiro restaurante da Calçada do Duque, seja no segundo da Rua do Duque, é no Café Buenos Aires que Bárbara Bulhosa gosta jantar. E, pessoa de hábitos que é, faz quase sempre a mesma escolha: Folhadinhos de presunto e brie, acompanhados de Alvarinho.

2. Barraca, Lisboa
“Gosto tanto de dançar na Barraca”, diz Bárbara Bulhosa, sobre as festas que, muitas vezes, os amigos (e ela própria) organizam no primeiro andar no Teatro Cinearte, no bairro lisboeta de Santos. É sempre a última a sair, garante.

3. Ponto Final, Almada

Não faz a travessia do Tejo de barco, mas, fora do inverno, não perde uma oportunidade de se deixar ficar numa das mesas do restaurante Ponto Final, em Cacilhas. “Vista dali Lisboa parece Veneza. Gosto de ir fazer lá aqueles longos almoços até às seis da tarde e de ficar na conversa, a ver como a luz incide na cidade e como vai mudando”, descreve.

4. Arpoador, Rio de Janeiro
Quando está no Brasil, é na pedra da praia do Arpoador que Bárbara Bulhosa gosta de se sentar para ler e pensar. Pela “vista brutal”, pelos finais do dia ali, “aquele lugar tem um significado especial”, diz.

5. Academia da Cachaça, Rio de Janeiro

“Tem a melhor feijoada do mundo e as melhores caipirinhas também. Marco imensas reuniões de trabalho lá e encontros com os amigos também”, conta sobre este restaurante no Leblon.

6. Braseiro, Rio de Janeiro
Podia ser só pela “excelente” picanha, mas é também pelo ambiente que Bárbara Bulhosa escolhe o restaurante Brasileiro: “Sinto-me lá muito bem, não é um lugar pretensioso, tem todo o tipo de pessoas e gosto dessa mistura.”