Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Parabéns, Lello

Sair

Fica no Porto, é conhecida por ser uma das livrarias 
“mais bonitas do mundo” e, esta quarta-feira, 13, celebra 110 anos. A Lello em sete pontos, para a conhecermos melhor

A escadaria carmim continua a ser um dos ícones da livraria e serviu de inspiração para J.K.Rowling escrever Harry Potter

A escadaria carmim continua a ser um dos ícones da livraria e serviu de inspiração para J.K.Rowling escrever Harry Potter

Lucília Monteiro

1. A inauguração

Quando abriu, a 13 de janeiro de 1906, na Rua das Carmelitas (funcionou na Rua do Almada desde 1881), no Porto, a Lello & Irmão foi inaugurada com a presença de figuras como Guerra Junqueiro, Aurélio da Paz dos Reis, José Leite de Vasconcelos e Abel Botelho.

2. A arquitetura

Da autoria de Francisco Xavier Esteves, o projeto de arquitetura de estilo neogótico inclui na fachada duas pinturas de José Bielman que simbolizam a arte e a ciência. No interior, o centro das atenções é a escadaria carmim, o teto em gesso pintado, o vitral (oito metros de comprimento e três metros e meio de largura), o corrimão em talha de madeira, os apontamentos art déco, os bustos em bronze de Eça de Queirós e de Miguel de Cervantes da autoria de Abel Salazar.

3. Da literatura 
ao cinema

J.K. Rowling, a autora de Harry Potter, já admitiu ter-se inspirado na escadaria vermelha da Lello quando imaginou a escola de magia de Hogwarts (em 1991, a inglesa viveu no Porto, onde foi professora de inglês). No cinema, a livraria foi o cenário do filme brasileiro O Xangô de Baker Street.

4 . Dignidade no Trabalho”

A insígnia Vecus in Labore, inscrita no vitral com o monograma dos irmãos Lello, lembra a regra de ouro da casa que, nos dias de hoje, continua válida: “dignidade no trabalho”.

5. A mais bonita 
do mundo

A cada ano que passa, somam-se os títulos e quase sempre com um ponto comum: o de ser uma das mais bonitas livrarias do mundo. Foi essa a opinião do escritor espanhol Enrique Vila-Matas, do guia de viagens The Lonely Planet, do jornal The Guardian, das revistas Time e Travel + Leisure ou do canal de televisão CNN.

6. O turismo

A Lello é visitada por cerca de 1500 pessoas por dia, mas chega a haver ocasiões em que o número duplica. De maneira a controlar as entradas, a livraria passou a cobrar, em julho do ano passado, um bilhete que custa 3 euros e que, depois, são dedutíveis na compra de um livro. A medida fez triplicar a venda de livros nos últimos meses.

7. O dia de festa

Na quarta, 13, e para celebrar os 110 anos, a livraria estará aberta gratuitamente das 10 às 21 horas. Ao longo do dia há música e performances teatrais que vão personificar alguns escritores portugueses. Nessa altura também vai ser possível espreitar o Livro de Honra, que excecionalmente estará em exposição.

De estilo neogótico, inclui duas pinturas de José Bielman na fachada, a simbolizar a arte e a ciência

De estilo neogótico, inclui duas pinturas de José Bielman na fachada, a simbolizar a arte e a ciência

Lucília Monteiro

Livraria Lello > R. das Carmelitas, 144, Porto > T. 22 200 20 37 > seg-sex 10h-19h30, sáb-dom 10h-19h > €3 (13 jan, grátis)