Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Entre carrosséis e trapezistas

Sair

Morreu a Feira Popular em Entrecampos, nasceu a Feira Popular em Alcântara. Com tudo aquilo a que temos direito: circo, algodão doce e roda gigante

Michael Dalder / Reuters

É preciso que algo mude para que tudo fique na mesma. Com a alienação dos terrenos da Feira Popular de Lisboa em Entrecampos, cerca de duas dezenas de divertimentos vão estar à disposição de crianças ou adultos, a partir desta sexta-feira, 27, na antiga Fábrica do Açúcar, em Alcântara. E o que é que lá vai haver? Tudo aquilo a que, miúdos e graúdos, têm direito: carrinhos de choque, casa fantasma, carrossel tradicional e carrossel 8, roda gigante, canguru, camas elásticas, tômbola e barraquinhas de tiro ao alvo, pipocas, farturas, algodão doce... Tome nota pois, já neste sábado, 28, é dia de pagar apenas um euro por cada divertimento.

Depois, há também o Circo Chen com o seu espetáculo Ilusão. A companhia dirigida por Miguel Chen vai apresentar os tigres siberianos (um clássico), mas também algumas novidades: do Circo Nacional de Budapeste, na Hungria, vieram dois números novos, a Roda Diabólica e o Hula Hoop (este último executado por uma antiga campeã de ginástica húngara), e Electra, a mulher laser, uma estreia do ano passado, vem apresentar um número renovado. De resto, malabaristas, equilibristas, palhaços e, claro, a fantasia tradicional do Natal.

Feira Popular de Natal > Av. da Índia, 28, Lisboa > 27 nov-25 jan, seg-dom 15h-24h
Circo Chen > 27 nov-17 jan, várias sessões. €10 a €30