Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Quinta da Romaneira: Da decadência aos grandes vinhos

Visão Se7e

  • 333

A crónica semanal do especialista da VISÃO, José António Salvador

Quando em 2004 investidores franceses adquiriram a Quinta da Romaneira, no Douro, era reconhecível o seu estado de decadência. Daí para cá, sob a direção de Christian Seeely, coadjuvado pelo enólogo António Agrellos, procedeu-se a uma verdadeira revolução: a casa da quinta e antigas instalações adegueiras transformadas em hotel de luxo; realização de investimentos avultados na vinha e na nova adega e resultados exaltantes: cada vez melhores vinhos Douro e do Porto. Na última VISÃO Gourmet (de 29 de nov.) considerei o Quinta da Romaneira 2011 como melhor rosé do ano. Vamos hoje aos tintos e Portos:



Quinta da Romaneira Syrah Regional Duriense 2010 ****


Um tinto pujante de uma casta francesa reconhecida internacionalmente.



Quinta da Romaneira Douro 2008 ****  - €22

As duas Tourigas durienses, Nacional (60%) e Franca (40% do lote), desenharam este tinto de perfil moderno, frutado e bem curtido.



Quinta da Romaneira Douro Reserva 2008 ****/*****  - €40

Vai atingir a excecionalidade absoluta pela sua elegância e vigor com mais dois anos de garrafa. Um grande vinho tinto, moderno no perfil, clássico pelo caráter da região, resultante do trio de castas tradicionais Touriga Nacional (50%), Touriga Franca (40%) e Tinto Cão (10% do lote final).



Quinta da Romaneira Porto Vintage 2008 ****/*****  - €40


O mesmo trio de castas do tinto reserva desenhou este Porto Vintage, onde a Touriga Nacional com 60% lhe marca o perfil com aromas intensamente frutados e sabores correspondentes a amoras bem maduras e mirtilos. Para quem aprecia vintages novos aqui está um excelente exemplo.



Quinta da Romaneira Porto LBV 2007 ****/*****


Um Porto Late Bottled Vintage (LBV) não filtrado, bem estruturado e afinado. Beba-o enquanto jovem.