Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Pelo Porto do São João

Visão Se7e

  • 333

No último sábado, 29, dezenas de leitores refrescaram-se em "cascatas", seguindo os passos de Germano Silva, pelo Porto onde o São João não dura apenas um dia. VEJA AS FOTOS

Chegue atrasado Por duas razões: Em primeiro lugar para evitar ter de fazer sala com aquela colega aborrecida com quem nunca trocou uma palavra e que é sempre a primeira a chegar; E em segundo, porque, assim, quando chegar, todos terão uma desculpa para interromper as conversas de circunstância: "Olha quem chegou!"
1 / 13

Chegue atrasado Por duas razões: Em primeiro lugar para evitar ter de fazer sala com aquela colega aborrecida com quem nunca trocou uma palavra e que é sempre a primeira a chegar; E em segundo, porque, assim, quando chegar, todos terão uma desculpa para interromper as conversas de circunstância: "Olha quem chegou!"

Nunca se ofereça para planear... e muito menos para limpar Os "homens a sério", garante a GQ, deixam os detalhes sujos para os outros, porque estão ocupados a ter ideias fantásticas
2 / 13

Nunca se ofereça para planear... e muito menos para limpar Os "homens a sério", garante a GQ, deixam os detalhes sujos para os outros, porque estão ocupados a ter ideias fantásticas

Leve sempre um acompanhante É a melhor desculpa para ser anti-social
3 / 13

Leve sempre um acompanhante É a melhor desculpa para ser anti-social

Guarde as substâncias ilícitas para quando o patrão estiver a falar Pode querer sair dalí quando estiver a ouvir falar do ótimo desempenho da empresa que em nada reverte para si
4 / 13

Guarde as substâncias ilícitas para quando o patrão estiver a falar Pode querer sair dalí quando estiver a ouvir falar do ótimo desempenho da empresa que em nada reverte para si

Se não houver um «depois da festa», faça com que haja Só para o caso de precisar desanuviar depois da festa oficial
5 / 13

Se não houver um «depois da festa», faça com que haja Só para o caso de precisar desanuviar depois da festa oficial

Coma antes de ir Com todos os cortes que todas as empresas estão a enfrentar, é melhor não arriscar
6 / 13

Coma antes de ir Com todos os cortes que todas as empresas estão a enfrentar, é melhor não arriscar

Se não for bar aberto não é uma festa Neste caso, o melhor é mesmo desistir
7 / 13

Se não for bar aberto não é uma festa Neste caso, o melhor é mesmo desistir

Não se envolva sexualmente com um colega Há um dia seguinte. De trabalho. É bom não esquecer
8 / 13

Não se envolva sexualmente com um colega Há um dia seguinte. De trabalho. É bom não esquecer

Adele
9 / 13

Adele

Rita Pereira
10 / 13

Rita Pereira

Bernardo Sassetti
11 / 13

Bernardo Sassetti

Thanks Dad. #astonmartin
12 / 13

Thanks Dad. #astonmartin

Watch Wednesday #rkoi by calliedweber #rolex #hermes
13 / 13

Watch Wednesday #rkoi by calliedweber #rolex #hermes

É certo que o calor convidava mais a banhos de praia do que de história. Mas praia há sempre e passeios com o homem que fala do Porto como um amigo há só um, de quando em quando. E, desta vez, o tema era logo o Porto do São João. Se mais não fosse, haveria sempre a água das cascatas típicas da quadra para contrariar um mercúrio acima dos 30 graus. Como a Cascata da Associação de Moradores da Lomba, que este ano deixou escapar o primeiro lugar para a da Fundação José Rodrigues, mas que tem fama na cidade. Na Cascata da Lomba, como na da Ilha do Senhor Doutor em São Victor, ninguém deixou de notar (o anfitrião não o permitiria) as duas figuras que não podem faltar nestes "presépios de Verão": "o cagão" e a "leiteira" (a fazer xixi dentro do balde).

Os trinta leitores que andaram umas boas duas horas entre o Bonfim e as Fontainhas ouviram falar de festas pagãs cristianizadas, de balões e fogueiras que se relacionam com o culto ao Sol, de uma celebração que está entre as mais importantes festas cíclicas do mundo (lado a lado com o Carnaval do Rio, segundo a revista "Time"), de uma cidade que guarda para o mês do seu Santo eventos de relevo (em Junho se inauguraram, por exemplo, os Paços do Concelho ou o Hospital de São João). Germano levou-os ainda pelas "ilhas" típicas da Rua de São Victor, engalanadas em rigor para festejar a quadra, eufóricas, em contagem decrescente para a competição das Rusgas de São João que teria lugar nessa noite. No final a pergunta é sempre a mesma: "Quando é a próxima visita?!". O Germano é que sabe...