Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O algodão não engana

Visão Se7e

  • 333

Propostas diferentes para visuais arrojados

A mão da arquiteta nota-se à distância. Vestido de cores fortes, o edifício recuperado numa rua antiga de Esposende faz-se notar. Quando Ana Moreira se encarregou do projeto, não sabia que ali faria um atalho na sua vida profissional. Com o espaço nos braços, ganhou embalo para criar a Doce Algodão, inaugurada em março.



Quis fugir da tradicional loja de comércio, procurando roupas e acessórios femininos que fizessem destacar um visual.



Depois de muita pesquisa, encontrou marcas, nacionais e internacionais, pouco conhecidas no mercado e com preços em conta, com as quais se identificou. "Preciso de me apaixonar pelas peças", diz.



As roupas da Pepa Loves e da Nakuro, as joias da B.loved, as malas Stela Rittwagen ou os acessórios Lola Casademunt são alguns bons exemplos. Em Esposende, descobriu também as artesãs da Expofofuras, responsáveis pela maioria dos artigos no cantinho dedicado às crianças. Babetes, bonecos, fraldas e outras peças únicas as t-shirts feitas para a loja foram, aliás, o sucesso deste verão, misturadas nas prateleiras com brinquedos do tempo dos nossos avós.

A esta oferta, juntam-se produtos portugueses para oferecer aos amigos, como as Marioskas da Teresa (bonecas em pasta de papel), os sabonetes da Leite de Colónia, da Saboaria Portuguesa e da Cleo, e algumas iguarias, desde biscoitos a doces. A arquitetura, essa, não ficou de lado, continuando Ana Moreira a aceitar projetos.







DOCE ALGODÃO

R. Sr.ª da Saúde, 50, Esposende

T. 253 051 534

Ter-Sex 10h-12h30, 14h30-19h, Sáb 15h-19h30