Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Mornas e estaladiças

Visão Se7e

  • 333

O Nata Lisboa chegou ao Porto

Muito se tem falado nos pastéis de nata como forma de promover o País e a economia. The world needs nata [o mundo precisa de nata] é o lema deste projeto, nascido em Lisboa no ano passado, e que abriu - dois dias antes do Natal - em plena Rua de Santa Catarina, na Baixa do Porto.

O pastel de nata, cremoso, estaladiço e morninho, é o rei e senhor deste Nata Lisboa, um conceito que saiu pela primeira vez da capital onde tem dois espaços: um no Príncipe Real e, mais recentemente, na Bica pelas mãos de Joana Seixo (engenheira de ambiente) e Nuno Peixoto (engenheiro de produção).

Mas o mais curioso é que teve a sua génese em Moçambique, onde este casal natural de Santo Tirso se encontrava a trabalhar e tomou conhecimento deste modelo de negócio em regime de franchising. E resolveu arregaçar as mangas. Joana regressou a Portugal, embora o companheiro permaneça em Moçambique. "Quisemos trazer para o Porto um produto português de referência", salientam.

As natas são confecionadas artesanalmente na capital, através de uma receita própria, e terminadas no Porto, servidas ao cliente ainda quentinhas. Neste espaço, decorado em tons de preto e amarelo-torrado, onde predomina a madeira, ardósia e o vidro, o pastel de nata é, obviamente, o principal atrativo. Que pode acompanhar com café, chá, refrescos, ginjinha, vinho do Porto ou vinho da Madeira. É vendido a €1 a unidade, mas pode levar para casa pacotes de seis (€6).

Nascido há apenas três semanas, este espaço parece estar a correr bem. Em média, tem vendido 300 a 400 natas por dia. "Sentimos que fazemos as pessoas felizes", afirma o casal, orgulhoso, sem esconder a possibilidade de levar o projeto até à cidade africana onde a ideia deste negócio começou a ser esboçada: Maputo.



NATA LISBOA

R. Santa Catarina, 499, Porto

T. 22 208 6996.

Seg-Sex 8h-19h30, Sáb 8h30-19h30, Dom 9h-19h