Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Memórias sobre Carris

Visão Se7e

  • 333

Lucília Monteiro

Para quem quiser pôr as chaves de casa a andar de comboio

À primeira vista parece uma coleção de porta-chaves (€2) e pins (€1) com modelos de comboios antigos... Será porque o olhar tende a deter-se nas locomotivas, carruagens e vagões que se lembra de ver na infância, deixando um rasto de fumo à sua sonora passagem. E memórias daquelas que não se perdem no tempo...



De facto, entre os 15 modelos representados, estão alguns já na reforma. É o caso da locomotiva série 1500, laranja com a parte dianteira às riscas brancas, que deu entrada ao serviço em 1948 e, se falasse, contaria por certo histórias de linhas que foram sendo apagadas com o tempo.

Outros modelos, apesar da idade respeitável, ainda andam por aí, como a carruagem Allan 301, de 1954 (remodelada em 1992), que hoje pode ser alugada por grupos. Ou alguns vagões o vermelho GBKKS é de 1969; o amarelo TDGS (para transporte de cereais) foi produzido entre 1973 e 1977; o vagão LIS, praticamente um descapotável das mercadorias, é mais recente, de 1989 todos em circulação.



Mas a coleção tem também comboios bem modernos, sem direito a figurar, pelo menos para já, no baú das recordações, como o SPA série 4000, de 1999, que faz o serviço Alfa Pendular.



Aliás, se a ideia fosse despertar memórias, nunca poderia faltar uma locomotiva a vapor. Por exemplo a 0186, construída pela Henschel & Son em 1925 que, durante todos os domingos de setembro, puxará 5 carruagens históricas entre as estações da Régua e do Tua, no Comboio Histórico da CP (Régua-Tua 9h45-11h02, Tua-Régua 11h58--13h14. €45, €25 crianças).





À VENDA

Nos gabinetes de Apoio ao Cliente da CP, nas estações do Rossio, Cais do Sodré, Santa Apolónia, Oriente (Lisboa), São Bento e Campanhã (Porto)