Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Já é tempo de gelados

Visão Se7e

  • 333

José Caria

Cremosos, deliciosos e com sotaque, assim são os gelados da Nannarella

Aberta há cerca de um mês, a Nannarella, uma geladaria tipicamente romana, bem no centro de Lisboa, já ganhou adeptos. Vizinha da Assembleia da República, está instalada numa loja que, apesar de exígua, se revela acolhedora. E muito por culpa do casal de italianos Constanza, 38 anos, e Filippo, 41. Este era o sonho das suas vidas.

Cansados do rebuliço de Roma, pensaram que a capital portuguesa seria o lugar certo para concretizar o projeto de abertura de uma geladaria artesanal. O nome, Nannarella, deve-se a Anna Magnani, célebre atriz romana, conhecida por aquela alcunha, mas também ao próprio som da palavra.

"A terminação 'ella' é muito italiana", explica Constanza. É ela que encontramos atrás do balcão, atenciosa e com um sorriso rasgado, a dar indicações a todos os clientes que entram, explicando o que há ou sugerindo um novo sabor.

Aqui, vende-se o melhor da Nannarella gelados deliciosos e cremosos, confecionados com os melhores produtos portugueses (chocolate Pantagruel, leite do dia Vigor, água Serra da Estrela ou café Delta) e alguns, poucos, ingredientes importados de Itália (como é o caso da avelã da região de Piemonte e do pistáchio da Sicília).

A confeção tem a mão de Filippo. Do fundo da loja, no seu laboratório, assim lhe chama, saem gelados de pera rocha, morango, banana da Madeira, flor de manjericão, reo, pistáchio, avelã, flor de hortelã, maçã reineta de Alcobaça e canela, maracujá, limão e chocolate Pantagruel. Falta ainda dizer que, como é típico em Roma, os vários sabores são postos nos copos ou nos cones com uma espátula. Aqui não há bolas para ninguém.



NANNARELLA GELATI ALLA ROMANA

R. Nova da Piedade, 68, Lisboa

T. 91 6302201

Seg-Sáb 12h-19h30

Os preços (€2, €2,50 e €3) variam consoante o tamanho do copo ou do cone e não pela quantidade de sabores que se escolhe. Na Nannarella, pode escolher os que quiser - dentro do razoável, é claro