Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Vila Galé Douro Vineyards, em Armamar: Puro descanso entre os vinhedos

Escapar

Unidos pelo vinho, dois amigos e empresários abriram um agroturismo numa quinta centenária, a hora e meia do Porto. O Vila Galé Douro Vineyards ocupa um edifício retilíneo envidraçado, empoleirado sobre os rios Douro e Tedo

O Vila Galé Douro Vineyards tem piscina, restaurante, bar e loja de vinhos onde se realizam, diariamente, provas e visitas à adega subterrânea

O Vila Galé Douro Vineyards tem piscina, restaurante, bar e loja de vinhos onde se realizam, diariamente, provas e visitas à adega subterrânea

Lucília Monteiro

Só o caminho para chegar à Quinta do Val Moreira, perto da aldeia do Marmelal, já vale todo o passeio. Pela Estrada Nacional 222, que faz a ligação entre a Régua e o Pinhão, o mesmo sol que brilha sobre o rio pinta de tons dourados as íngremes encostas. No lado oposto, na margem direita do Douro, a linha do comboio acompanha-nos ao longo de todo o percurso. Perto de Armamar, terra de boa maçã de montanha, seguimos as indicações para a Quinta do Val Moreira, onde fica o novo agroturismo Vila Galé Douro Vineyards, inaugurado em abril. Este é o mais recente projeto da Xvinus, de Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo Vila Galé, e António Parente, presidente da produtora SP Televisão.

Logo à chegada, somos brindados com um Porto Val Moreira Tawny 10 anos, servido num cálice do arquiteto Siza Vieira. A receção fica mesmo na entrada, que também dá acesso ao restaurante e ao bar. É um edifício retilíneo contemporâneo, todo envidraçado e empoleirado sobre os rios Douro e Tedo. Já os sete quartos ficam no recato de um plano mais elevado, junto à loja de vinhos onde realizam, diariamente, provas e visitas à adega subterrânea, e à Biblioteca Miguel Torga, com um lagar de pedra e uma prensa centenários. Na adega, que preservou a rocha de xisto e 66 antigas barricas de carvalho francês, destaque para o painel com uma paisagem do Douro, feito com cerca de sete mil rolhas de cortiça, por Saimir Strati, artista nascido na Albânia, premiado com dez recordes mundiais do Guinness.

Além de todo o sossego da paisagem envolvente, vale a pena experimentar a gastronomia local do restaurante Inevitável, preparada com uma apresentação contemporânea pelos chefes Miguel Santos e Tiago Monteiro. À mesa prova-se bola de Lamego, caldo-verde, torricado de alheira de Lamego, cachaço de porco bísaro cozinhado a baixa temperatura, polvo grelhado com feijoca e enchidos, cabrito assado (aos domingos), a cavaca de Resende com uma gulosa compota de pera e gengibre, feita na casa, ou o folhado de maçã de Armamar, com leite de amêndoa e gelado. Regionalidade e preceito que se mantêm no pequeno-almoço, com uma pequena zona de showcooking para os quentes.

Na parede da cabeceira da cama, lemos palavras sábias de Fernando Pessoa, “boa é a vida, mas melhor é o vinho”. No próximo verão juntam-se mais 45 quartos, todos enquadrados na paisagem de socalcos.

Vale a pena experimentar a gastronomia local do restaurante Inevitável

Vale a pena experimentar a gastronomia local do restaurante Inevitável

Lucília Monteiro

Vila Galé Douro Vineyards > Quinta do Val Moreira, Marmelal, Armamar > T. 254 247 000 > a partir de €130 (quartos), €169 (suítes)