Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Descansar, desligar, desconectar no Hotel Rural Madre de Água, em Gouveia

Escapar

Nesta quinta, no sopé da serra da Estrela, as vinhas são um convite a provar vinhos do Dão. Também se visita a queijaria, há passeios a cavalo e um restaurante com consultadoria do chefe Cordeiro. Bem-vindos ao Hotel Rural Madre de Água, na aldeia de Vinhó, em Gouveia

O nome, Quinta Madre de Água, vem dos nove poços de água existentes em toda a propriedade. O hotel nasceu a partir de uma antiga casa de pedra, cujas paredes se mantiveram e onde se encontra a sala de estar
1 / 6

O nome, Quinta Madre de Água, vem dos nove poços de água existentes em toda a propriedade. O hotel nasceu a partir de uma antiga casa de pedra, cujas paredes se mantiveram e onde se encontra a sala de estar

O hotel tem 10 quartos duplos, com vista para a vinha ou para a piscina exterior, e ainda duas casas (T0 e T1) indicadas para famílias
2 / 6

O hotel tem 10 quartos duplos, com vista para a vinha ou para a piscina exterior, e ainda duas casas (T0 e T1) indicadas para famílias

A coudelaria é outra das mais-valias desta quinta, com 18 cavalos de raça lusitana - alguns disponíveis para aulas de equitação com o cavaleiro Nuno Carvalho
3 / 6

A coudelaria é outra das mais-valias desta quinta, com 18 cavalos de raça lusitana - alguns disponíveis para aulas de equitação com o cavaleiro Nuno Carvalho

A quinta prolonga-se por 60 hectares (17 dos quais são dedicados à vinha, de onde saem os vinhos Madre de Água), além de ter oliveiras e pomares de maçã
4 / 6

A quinta prolonga-se por 60 hectares (17 dos quais são dedicados à vinha, de onde saem os vinhos Madre de Água), além de ter oliveiras e pomares de maçã

A carta do restaurante do Hotel Rural Madre de Água - aberto ao público - foi renovada pelo chefe José Cordeiro, que apostou nos produtos da região
5 / 6

A carta do restaurante do Hotel Rural Madre de Água - aberto ao público - foi renovada pelo chefe José Cordeiro, que apostou nos produtos da região

É da queijaria da quinta, situada a pouca distância do hotel, que saem os queijos Serra da Estrela DOP Madre de Água
6 / 6

É da queijaria da quinta, situada a pouca distância do hotel, que saem os queijos Serra da Estrela DOP Madre de Água

Estava um daqueles dias de calor mais-do-que-primaveril quando nos fizemos à estrada rumo a Gouveia, na encosta da serra da Estrela. Já na aldeia de Vinhó, as placas levam-nos até à Quinta Madre de Água – o nome vem dos nove poços de água que ali existem, ficaremos a saber mais tarde –, com vinhas a perder de vista. No meio, vê-se o hotel aberto há seis anos, a partir de uma antiga casa de pedra (cujas paredes se mantiveram e onde se encontra a sala de estar), prolongada para dez quartos duplos, com vista para a vinha ou para a piscina exterior, e um restaurante. Há ainda duas casas (T0 e T1) para famílias. O silêncio é apenas quebrado pelo relinchar dos cavalos ao longe, na coudelaria.

Luís Gonçalves e a mulher, Lurdes Perfeito, sempre viveram em grandes cidades – ele é engenheiro de construção civil em Luanda, Angola (onde nasceu), ela passou a vida em Lisboa –, mas as idas amiúde a Vinhó, aldeia da mãe de Lurdes, chamaram-nos à terra. Com o tempo, foram expandido a propriedade que, atualmente, soma 60 hectares (17 dos quais são de vinha, de onde saem os vinhos do Dão Madre de Água), com oliveiras (também produzem azeite) e pomares de maçã golden e bravo-de-esmolfo. “Respeitámos as origens e preservámos a história”, não se cansa de repetir Luís Gonçalves, orgulhoso da propriedade para onde se vai à procura dos três dês: descansar, desligar, desconectar.

Foi este lugar que apaixonou o chefe de cozinha José Cordeiro, que há poucos meses se tornou consultor do restaurante e renovou a carta com produtos da quinta. “Temos tudo neste paraíso. Não precisei de procurar muito”, diz José Cordeiro. É o caso dos cogumelos salteados em azeite da quinta, a trouxa de queijo de cabra (produzido na queijaria) que acompanha com compota de frutos vermelhos (ali cultivados), o polvo em cama de lagareiro com azeite e legumes (da horta), e por aí fora. Falta falar nos 18 cavalos de raça lusitana. Quem quiser, pode ter aulas de equitação com o cavaleiro Nuno Carvalho, no picadeiro, ou dar um passeio pela quinta. Tal qual como antigamente.

Além de passeios temáticos, como a rota dos pastores, a quinta organiza visitas à queijaria e ao ovil (tem 390 ovelhas de raça bordaleira e 80 cabras), provas de queijos e vinhos e ainda massagens de relaxamento.

Hotel Rural Madre de Água > Quinta da Madre de Água, Vinhó, Gouveia > T. 96 036 3212 > a partir €120