Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

ESQVTA Luxury Housing: Um apartamento de luxo, no Porto, a piscar o olho ao Brasil

Escapar

O estúdio de arquitetura de interiores e de design de mobiliário eu.sei.que.vou.te.amar lançou-se no alojamento local, no Porto, em parceria com o gabinete brasileiro Yamagata Arquitetura

Na sala combinaram-se peças de mobiliário de produção portuguesa com objetos de design de autor e obras de arte
1 / 5

Na sala combinaram-se peças de mobiliário de produção portuguesa com objetos de design de autor e obras de arte

Ricardo Oliveira Alves

A entrada do apartamento
2 / 5

A entrada do apartamento

Ricardo Oliveira Alves

Lâminas reclináveis separam o quarto da sala
3 / 5

Lâminas reclináveis separam o quarto da sala

Ricardo Oliveira Alves

A cozinha está completamente equipada
4 / 5

A cozinha está completamente equipada

Ricardo Oliveira Alves

A varanda do apartamento dá para o jardim comum
5 / 5

A varanda do apartamento dá para o jardim comum

Ricardo Oliveira Alves

As fotografias do apartamento podiam figurar nas páginas de uma revista de decoração. Os pormenores da arquitetura, as referências nipónicas no minimalismo e na funcionalidade ou os objetos clássicos de design tornam a casa especialmente apelativa. À entrada, o néon com a frase eu.sei.que.vou.te.amar… (ESQVTA) identifica de imediato a empresa criada por Vitor Almeida em 2003, dedicada à arquitetura de interiores e ao design de mobiliário. Na estreia nas habitações de luxo destinadas a arrendamento de curta duração (luxury housing), o arquiteto convidou o gabinete brasileiro Yamagata Arquitetura para fazer um projeto a quatro mãos. “O Brasil sempre serviu de referência e esta é uma maneira de introduzir aspetos diferenciadores”, conta Vitor Almeida.

Para este desafio, escolheu um apartamento num edifício antigo no centro histórico, na Rua de Cedofeita, que preservasse algumas das suas caraterísticas originais e fosse espaçoso. Com uma varanda virada para o jardim das traseiras, goza de uma tranquilidade pouco comum na cidade. “Foi um achado, consegue-se ter aqui uma bolha de silêncio”, descreve Vitor Almeida. Para rentabilizar o T0, criaram-se soluções originais, de inspiração nipónica (a origem de uma das sócias do Yamagata) como uma cama de casal numa plataforma mais elevada, com lâminas reclináveis a servirem de divisória com a sala, e duas camas individuais escondidas em gavetas (a capacidade é para 4 pessoas). Há roupas de cama e de banho personalizadas, obras de arte nas paredes, mobiliário de produção nacional e peças de design, como os candeeiros Akari de Isamu Noguchi (feitos de papel). “Queremos que os hóspedes tenham uma vivência memorável, que lhes acrescente algo”, sublinha o arquiteto. A cozinha está equipada, para quem queira preparar refeições.

O segundo projeto da ESQVTA luxury housing, um apartamento na Rua das Flores, está já em construção. Mais uma vez, pretende-se fazer a ponte entre as culturas de design portuguesa e brasileira, firmando-se outra parceria com um novo gabinete do país irmão. O alojamento de curta duração foi também uma forma de ampliar o negócio da ESQVTA, funcionando os apartamentos como uma espécie de showroom da marca. “Os clientes conseguem ter uma melhor noção do que fazemos”, acredita Vitor Almeida. E do jeitinho brasileiro inerente aos projetos, também.

ESQVTA Luxury Housing > R. de Cedofeita, 342, 1º dto, Porto > T. 22 319 1671 > a partir de €100