Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Casa do Rio Charm Suites: O poeta, o rio e o conforto

Escapar

Uma casa do final dos anos 30 em Vila do Conde reconverteu-se na Casa do Rio Charm Suites, uma guest house moderna, acolhedora e, de certa maneira, poética

Os cinco quartos desta guest house têm nomes de poemas de José Régio: Soneto do Amor, Cântico Negro, Fado Português, Sabedoria e Poema do Silêncio

Os cinco quartos desta guest house têm nomes de poemas de José Régio: Soneto do Amor, Cântico Negro, Fado Português, Sabedoria e Poema do Silêncio

Lucilia Monteiro

Antes de espreitar os cinco quartos (dois duplos e três suítes) desta guest house, em Vila do Conde, decidimos subir ao terceiro piso, porque, sussurram-nos ao ouvido, a vista valerá bem a pena. Deixamos o elevador e optamos pelas escadas desta casa do final dos anos 30 do século passado, situada em frente ao Jardim da Praça da República, a meia dúzia de passos 
do rio Ave, e cujas obras de recuperação deixaram à vista parte das paredes originais de pedra.

Aqui e ali há fotografias da cidade, evocações às rendas de bilros e, sobretudo, poemas de José Régio, o poeta de Vila do Conde que Sérgio Ribeiro, o proprietário, decidiu (e bem) homenagear na Casa do Rio Charm Suites, aberta no último verão. Vila do Conde, espraiada / Entre pinhais, rio e mar / Lembra-me Vila do Conde / Já me ponho a suspirar é uma das primeiras estrofes que encontramos. Chegados lá acima, à sala/cozinha onde se servem os pequenos-
almoços, apetece suspirar – tal como o poeta. Aos nossos olhos está o rio Ave a correr de mansinho antes de desaguar no mar, o Convento de Santa Clara e, se pudéssemos abrir as vidraças de par em par, como escreveu Régio, certamente sentiríamos o cheiro da maresia / sargaços, névoas e sal. É neste piso que fica a suíte Soneto do Amor – os poemas de José Régio dão nome aos quartos, como se nota –, a única com banheira de pés, à moda antiga.

Os restantes quartos dividem-se pelos outros dois andares da casa: Sabedoria e Poema do Silêncio (no segundo), Fado Português e Cântico Negro (no primeiro), este último com um terraço privado, cadeiras de madeira e almofadas de cores sóbrias. “Foi tudo pensado para que o cliente se sinta em casa”, reforça Sérgio Ribeiro. E parece que assim é. Na tal sala/cozinha, os hóspedes podem servir-se de bolachas, cereais, frutos secos, café e chá à discrição, ou mesmo de um dos vinhos da garrafeira. Dizem-nos por aqui que ao pequeno-almoço − inclui bolos, compotas e iogurtes caseiros − há quem, por vezes, “se esqueça de onde está e apareça de pijama”. Nada que incomode muito o proprietário. É a prova de que o espírito acolhedor desta Casa do Rio foi bem conseguido.

Lucília Monteiro

Casa do Rio Charm Suites > Pça. da República, 9, Vila do Conde > T. 96 789 2019 > a partir €100 (pequeno-almoço incluído)