Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Burgus – Tribute & Design Hotel, em Braga, é um tributo à cidade

Escapar

No Burgus – Tribute & Design Hotel, em Braga, presta-se homenagem às grandes personalidades e instituições da cidade – e põem-se à mesa os sabores da região

Inaugurado em abril, o hotel ocupou um edifício recuperado do centro histórico, onde abundam os vestígios arqueológicos da época romana

Inaugurado em abril, o hotel ocupou um edifício recuperado do centro histórico, onde abundam os vestígios arqueológicos da época romana

Rui Duarte Silva

Prefere não sobrecarregar os hóspedes com lições de História, embora invoque personagens e instituições de Braga com todo o rigor. Quando José Alberto Pereira, bracarense, ligado ao ramo da construção civil, decidiu avançar com o seu primeiro projeto hoteleiro, sabia o que queria: “Fazer um tributo à cidade de Braga.” Não lhe bastava dizer de cabeça meia dúzia de figuras bracarenses, queria uma escolha sustentada e, por isso, assinou um protocolo com a Universidade do Minho, que conduziu um estudo onde se apuraram 32 nomes, homenageados agora no Burgus – Tribute & Design Hotel de múltiplas formas.

Os 14 quartos recordam, por exemplo, o arquiteto André Soares (um dos expoentes europeus do estilo Barroco-Rococó), D. João Peculiar (braço-direito de D. Afonso Henriques) ou Adolfo Luxúria Canibal (vocalista dos Mão Morta, o único homenageado do nosso tempo). Na decoração, a ligação é feita de forma subtil, sem procurar ter quartos temáticos, deixando-se uma pequena nota biográfica para leitura dos hóspedes. As obras no edifício, no centro histórico de Bracara Augusta, passaram por inevitáveis escavações arqueológicas, que revelaram um muro romano do séc. I e uma lápide, exibidos agora no lobby do hotel, juntamente com os símbolos do povoado celta que ali viveu.

O Burgus quer estar ainda de portas abertas à cidade. A sala da entrada, de janelas viradas para a rua, acolhe o restaurante e cocktail bar Mi À Mi, remetendo para uma antiga casa da travessa frequentada pelas “toleradas” (como eram conhecidas as prostitutas), contígua ao hotel. A gastronomia também pretende homenagear a região, optando-se por uma carta pequena, onde sobressaem pratos como o Polvo Assado à Mariazinha ou a Posta com Crosta de Alheira. Há ainda vários petiscos, como a Sanduíche de Bacalhau à Vindima Minhota, o Polvo à Galega ou as Pataniscas à Rosinha dos Limões. Em breve, serão criados cocktails com referência a outras figuras da cidade. Para que aqui se dê conta também da vida boémia de Braga.

Rui Duarte Silva

Burgus – Tribute & Design Hotel > R. D. Afonso Henriques, 20, Braga > T. 253 600 000 > a partir de €89 (quarto duplo)