Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Casas do Côro: O luxo mora na aldeia

Escapar

Na aldeia histórica de Marialva, as Casas do Côro é um projeto de enoturismo sustentável que já soma 12 casas. Fica na Beira Interior e pode lá chegar-se por terra, pelo ar ou pelo rio

Rui Duarte Silva

Logo pela manhã, Carmen Romão anda ocupada a enfeitar jarras e cestas com flores campestres para decorar as mesas, a esplanada e, até, a camioneta que há de fazer os passeios até às vinhas. O marido, Paulo Romão, desdobra-se em telefonemas para satisfazer as vontades de hóspedes mais e menos exigentes. O dia a dia das Casas do Côro é frenético e o projeto turístico que o casal, ligado à indústria têxtil da Guarda, começou há 17 anos deu nova vida à aldeia histórica de Marialva. A pouco e pouco, recuperaram as casas em ruína – hoje são 12, além de uma suíte ecossustentável no meio de sobreiros, todas com cozinha equipada (no total, existem 31 quartos, decorados com extremo bom-gosto e que podem ser ocupados individualmente). Também se construiu um restaurante, onde outrora “existia um quintal com três oliveiras, duas amendoeiras e terra de batata”, conta Paulo Romão, e um spa eco friendly, bem enquadrado na paisagem e com todas as valências de tratamentos de luxo (incluindo sauna e banho turco panorâmicos).

Rui Duarte Silva

Nada falta neste turismo, pois. Nem Paulo e Carmen deixariam os créditos por mãos alheias. Mais do que os hóspedes poderem usufruir da tranquilidade da aldeia, junto ao castelo de Marialva, o casal idealizou uma série de experiências ao gosto das preferências de cada um. Pode aqui chegar-se de barco, desde o cais do Pocinho, visitando várias quintas do Douro pelo caminho, ou, mesmo, de helicóptero – a unidade tem parcerias com unidades turísticas do Alentejo. Visitar o Museu e o Parque Arqueológico do Vale do Coa, participar num ateliê de cozinha, andar em bicicletas elétricas pela região ou fazer um piquenique no meio da vinha são algumas das propostas possíveis. Sunset, o passeio ao pôr do Sol, feito numa camioneta que percorre as vinhas, durante uma hora e meia, ao som de música para dançar, até inspirou Kátia Guerreiro. “Nasceu de tanta bravura esta viagem de camioneta/Vamos todos com loucura para a festa do sunset/ No castelo sobre as pedras/reina um silêncio que salva/Brilha a lua, ri estrelas, é o céu de Marialva”, canta a fadista em Fado na Camioneta. E nós cantarolamos com ela.

A loja das Casas do Côro vende vinho proveniente dos 14 hectares da quinta – a cargo dos enólogos Dirk Niepoort e Rui Madeira – compotas de fruta da aldeia, chocolates artesanais e tapetes da região.

Rui Duarte Silva

Casas do Côro > Lg. do Côro, Marialva, Meda > T. 91 755 2020 > quartos a partir de €150, casas a partir de €240